Academia botucatuense celebra o ano novo chinês

Este é o ano 4711 para os chineses, também conhecido como o Ano da Serpente. Período propício para o amor e sabedoria. Foi neste espírito que a Academia Shaolin Botucatu de Kung Fu realizou as celebrações do Ano Novo chinês, que representa ainda a reflexão e planejamento.

Alunos, familiares, atletas da academia e convidados acompanharam demonstrações de kati (movimentação de golpes) técnicas de luta com armas presentes no esporte como espadas, facão, leques, punhal e bastão. Alunos menores de nove anos realizaram apresentações das habilidades desenvolvidas nos treinos. O público foi recebido pela tradicional Dança do Leão, que representa o desejo de boas-vindas e sorte.

Um estilo de luta que prega a movimentação interna que prega equilíbrio, flexibilidade, sendo caracterizada uma ‘meditação em movimento’, o Tai Chi Chuan teve espaço na celebração do novo ano chinês. Com a participação do público presente, os monitores da academia mostraram partes dos movimentos característicos desta categoria que integra o kung fu.

“O Ano Novo é um dos raros feriados existentes na China e tem uma importância grande na cultura do país. Essas comemorações chegam a durar uma semana e elas começam a ganhar destaque no Brasil, principalmente em São Paulo. A proposta é trazer para nossa sede, em Botucatu, toda essa tradição”, ressalta Ronaldo Fogueral, professor da academia.

Na oportunidade foram formalizados ainda os novos auxiliares da academia. Os atletas Guilherme Ferrari e Naudimar Oliveira darão suporte aos professores responsáveis pela Shaolin Botucatu nas aulas, projetos e auxílio técnico dos alunos em campeonatos.

A Academia Shaolin Botucatu de Kung Fu oferece, além da prática do kung fu, aulas de Boxe Chinês e aulas de Tai Chi Chuan e Kung Fu Kids (para crianças a partir de cinco anos). Possui convênio com a ADC Embraer e Colégio La Salle.

Fonte: Flávio Fogueral