Aberta licitação para o ginásio paraolímpico

A construção de um grande complexo voltado ao atendimento de pessoas com deficiência, que se encontra em execução junto ao ginásio municipal de esportes, no Bairro Alto, ganhará mais um importante equipamento público. Além do Centro de Tecnologia e Inclusão e das duas piscinas (uma de 25 m e outra de hidroginástica), em fase final de obras, também será erguido no local um ginásio paraolímpico.

Com capacidade para cerca de 800 pessoas – sendo 55 delas pessoas com deficiência – o equipamento terá medidas oficiais (40 x 20m) e será destinado a modalidades paraolímpicas como basquete em cadeira de rodas e vôlei sentado. O investimento, de pouco mais de R$ 2 milhões, é fruto de um convênio firmado entre o Ministério do Esporte e a Prefeitura de Botucatu.

O processo licitatório acaba de ser aberto pela Copel (Comissão Permanente de Licitações). A sessão de abertura dos envelopes com a documentação das empresas interessadas em participar do processo licitatório está marcada para o dia 6 de outubro. Caberá ao Governo Federal o repasse de R$ 1.782.000,00 e ao município a contrapartida da ordem de R$ 323.877,74.
  
“O governo federal não costuma executar suas obras, ele precisa de parceiros, seja das prefeituras ou do governo dos estados. Quando a gente chega a Botucatu e encontra uma prefeitura e uma equipe tão dinâmicos, para nós é um ponto importante. Isso é fundamental até para que a gente não fique no primeiro projeto e tenha uma continuidade. Se aconteceu, diz a lógica que continuará acontecendo e nos dá segurança”, declarou o secretário de Esporte de Alto Rendimento do Ministério do Esporte, Ricardo Leyser, quando esteve na cidade para anunciar a liberação dos recursos para o obra.

O secretário municipal de Esportes, Lazer e Turismo, Antonio Carlos Pereira, afirma que as novas instalações esportivas voltadas ao atendimento preferencial de pessoas com deficiência transformará Botucatu em uma referência para o Brasil.

 “O complexo que está sendo erguido junto ao ginásio municipal certamente contribuirá para a inclusão das pessoas com deficiência. Muitas delas não encontravam espaços adequados para a prática de esportes. Com o ginásio e as piscinas que estamos construindo, vamos garantir a oportunidade para que esse público tenha as condições adequadas para fazer esporte. Será um investimento de grande alcance social”, assegura.