AAB enfrentou o Santos FC pelo Campeonato Paulista de Futsal

As equipes menores do Santos Futebol Clube estiveram em Botucatu na tarde deste sábado jogando várias partidas de futebol de salão contra a Associação Atlética Botucatuense (AAB), que tem apoio da Prefeitura Municipal, em partidas válidas pelo Campeonato Paulista Série Ouro. Os jogos realizados no Ginásio II da Veterana foram válidos pela segunda rodada do campeonato. Na primeira, a AAB enfrentou as equipes do Manchester de Sorocaba.

Um bom público compareceu ao ginásio para acompanhar a performance dos garotos da Botucatuense, todos vindos das escolinhas de futebol de salão do clube, que já revelou muitos atletas que hoje atuam por diferentes equipes do mundo. Os jogos foram disputados em cinco diferentes categorias, separadas por faixa etária.

Na categoria sub-9 os Meninos da Vila venceram os meninos de Botucatu, orientados pelo Professor Bruno Soler, pelo placar de 9 a 1. Em seguida o técnico Gildinho Fumes colocou a equipe sub-13 em quadra que perdeu pelo placar de 8 a 5. Gildinho também comandou a AAB no terceiro jogo quando o Santos venceu por 2 a 1 na categoria sub-11.

As duas últimas partidas do dia foram as que mais causaram emoção e a participação maciça da torcida. Na sub-15, num final dramático a Botucatuense empatou em 2 a 2. Já na derradeira partida da rodada, a AAB venceu o Santos por 6 a 3. Nessas duas últimas partidas (sub-15 e sub-17) as equipes foram orientadas pelo professor Pedro Dias, responsável pelo Departamento de Futebol de Salão do clube.

Uma particularidade interessante é que em todas as partidas, embora houvesse mudança no comando técnico das equipes, uma profissional esteve participando ativamente de todas as partidas no banco da AAB: a enfermeira/massagista Luzia Aparecida de Oliveira.

A equipe técnica do Santos Futebol Clube esteve em Botucatu com Eduardo Martins, Nilson José – Gino, José Alexandre Barata, Rubens Aparecido e Fábio Alonso. Já as arbitragens foram realizadas por Antônio Marcos Domingos, Mário Antônio Araújo Neto e Paulo Roberto Pavão.

Fotos: Quico Cuter