“Fera” do jiu jitsu, Preta Jeh consegue a faixa preta

Considerada uma das atletas mais completas do jiu jitsu do Estado de São Paulo, a botucatuense Jéssica Cristina Correa Arlindo dos Santos, conhecida como Preta Jeh, de 22 anos, tem um grande desafio marcado para 2014: competir no Campeonato Europeu, que reúne os melhores atletas do mundo e disputar as duas seletivas brasileiras (São Paulo e Gramados-RS) para o Mundial em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes. Ela foi, recentemente, promovida a faixa preta (foto).

Durante o ano de 2013, mesmo na faixa marrom, mas enfrentando faixas pretas conseguiu excelentes resultados como a medalha de bronze no Mundial de Abu Dhabi; campeã Paulista; bi-campeã Mundial da Confederação Brasileira de Jiu Jitsu Esportivo (CBJJE); campeã Panamericana da Confederação Brasileira de Jiu Jitsu (CBJJ); entre muitos outros.

Não bastasse isso ela usa seus conhecimentos no jiu jitsu em confrontos de MMA (em português: Artes Marciais Mistas) e nas duas lutas disputadas e finalizou suas adversárias no primeiro assalto: aos 28´ e 57´ segundos, respectivamente.

“Gosto do MMA e estou aprendendo, pois além do jiu jitsu preciso me aperfeiçoar em outras modalidades de luta. Nas duas lutas que fiz consegui vencer levando a luta para o chão onde apliquei o jiu jitsu que é minha especializada e espero consegui vencer outras mais”, disse Preta Jeh.

Ela não deixa de lembrar do apoio e das orientações técnicas que recebe do professor Anderson “Banana” Silva. “Antes de ser meu professor ele é meu grande amigo, meu irmão, uma pessoa especial que me ensinou tudo que sei. Sem ele, nada disso teria acontecido”, elogia a atleta que está buscando patrocínio para as competições de 2014.

“Hoje o patrocínio é fundamental para que o atleta que almeja disputar as competições seja de nível nacional ou internacional para custeio de viagens e hospedagem. Estou na expectativa e quem quiser me ajudar é só me procurar na Academia Miquinho onde realizo meus treinamentos diários ou me contatar pelo telefone (14) 3814-2545”, concluiu a atleta.