Observatório da Educação é tri no Prêmio Mario Covas

Site é um indicador do trabalho como um todo da  Educação e  está se constituindo como um novo caminho após o processo de globalização, transparência e controle social das informações educacionais

 

Pela terceira vez nos últimos quatro anos, Botucatu levantou o troféu do Prêmio Mario Covas, iniciativa do Governo do Estado, executada pela Secretaria de Planejamento e Gestão, que busca reconhecer ações inovadoras que contribuam para aprimoramento da prestação de serviços na área pública. A cerimônia de anúncio dos vencedores aconteceu no Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo. 

Em sua 11ª edição, o prêmio recebeu 244 inscrições, sendo 200 para a categoria Gestão Estadual e 44 para Gestão Municipal. Em cada categoria foram premiadas três temáticas: inovação em serviços públicos, inovação em processos organizacionais e inovação em políticas públicas. A avaliação e o julgamento dos projetos ficaram a cargo da Fundação Instituto de Administração (FIA), ligada à USP (Universidade de São Paulo).

Botucatu foi o único município a classificar dois projetos entre os finalistas. Na área de Inovação em Políticas Públicas (categoria municipal), disputaram o prêmio a Escolinha de Trânsito, sob gestão da Secretaria de Mobilidade Urbana e o Observatório da Educação (Educatu), da Secretaria Municipal de Educação, que acabou conquistando o troféu.  Em 2012, o município foi o campeão na categoria Inovação em Gestão Estadual com o Programa Municipal de Acessibilidade Rural e em 2013 com o Programa Orçamento Participativo Jovem, conquistou o primeiro lugar na categoria Inovação em Gestão Municipal.  

Para a secretária de Educação, Alessandra Lucchesi de Oliveira, estar entre os dez finalistas é o reconhecimento de todo um trabalho realizado nos últimos anos. “O site Educatu é um indicador do trabalho como um todo da Secretaria de Educação. Ele está se constituindo como um novo caminho após o processo de globalização, transparência e controle social das informações educacionais, como o i-Educar e Web Infantil”, colocou.

A secretária lembrou que a construção do projeto que culminou com o lançamento do “Educatu” começou de modo muito simples, apenas com a equipe interna da secretaria.  “A proposta ganhou corpo ao longo dos anos ao ponto de transformar-se em uma ferramenta capaz de suprir uma série de necessidades e garantir interatividade e transparência entre a rede escolar e a sociedade botucatuense”, disse. “O portal mostrou que o uso da tecnologia pode contribuir de maneira decisiva para melhorar a qualidade da educação”, emendou. 

O coordenador do Departamento de TI da Secretaria de Educação, Juliano Bacchi, responsável pelo projeto, classificou como indescritível a sensação em sair vitorioso na disputa de um prêmio tão importante. “São quatro anos de projeto, muito esforço, algumas decepções, muitas vitórias e finalmente veio o reconhecimento. Com apoio do prefeito, da nossa secretária, de todos os servidores da educação é emocionante estar aqui recebendo um prêmio estadual para o nosso município. Não tenho como agradecer, não há lágrima que consiga expressar a felicidade nossa por ganhar esse prêmio representando Botucatu. É o Oscar da gestão pública municipal na nossa categoria”. 

Ao levantar o troféu pela terceira vez em seu mandato, o prefeito João Cury falou da alegria pelo fato da administração municipal ser reconhecida ao lançar mão de boas práticas de gestão, voltadas ao aprimoramento da prestação de serviços e à melhoria da qualidade de vida da população. E destacou o fato da Prefeitura contar com servidores, nas mais diferentes secretarias, com capacidade de inovar e apresentar soluções criativas para as mais diversas demandas.