Justiça Eleitoral participa de palestra com alunos do Novo Anglo

jutica-eleitoral-anglo-1 O que faz um prefeito? E um vereador? Como eles cuidam da nossa cidade? Como escolher um candidato? Qual idade que posso começar a votar? Essas foram algumas das perguntas feitas pelos alunos do Colégio Novo Anglo ao chefe do Cartório Eleitoral de Botucatu, Igor Ignácio. O encontro, que ocorreu na última terça-feira, dia 6, faz parte da atividade “Promover a Cidadania Faz a Diferença”, que visa mostrar a importância do voto consciente e abordar a relevância da política no dia a dia das pessoas.

jutica-eleitoral-anglo-3Devido ao ano eleitoral, a coordenação do Colégio considerou o momento oportuno para levar para dentro da escola um assunto pertinente a todos os cidadãos. “Por meio de atividades práticas, pretendemos despertar e desenvolver nos alunos a importância de se exercer a cidadania por meio da escolha de nossos representantes, algo de extremo valor na construção de nossa democracia”, destacou a coordenadora Eliane Moraes Martins.

Para Ignácio, desenvolver os conceitos de cidadania e ética, a partir da primeira infância, garante a formação de cidadãos cada vez mais comprometidos com a esfera política, social e econômica do nosso país. “As crianças e os jovens eleitores são fundamentais para o desenvolvimento de nossa nação. São eles que darão um novo rumo para o País e isso só será possível com a escolha de um bom representante”, afirma.

jutica-eleitoral-anglo-2As crianças participaram da palestra com perguntas também sobre assuntos importantes para a cidade e bem-estar dos cidadãos, como lazer e saúde. Ao final da atividade, todos conheceram a urna eletrônica e escolheram seus candidatos. O Colégio ainda programou uma eleição, com direito a título de eleitor e votação. A atividade ocorrerá no próximo dia 28 de setembro.

O projeto envolveu 50 alunos com idade entre 11 a 15 anos e 52 na faixa etária de 6 a 10 anos. “Nestes anos de eleitoral já falei para muita gente, mas esta foi a experiência mais gratificante que tive em toda a minha carreira. Foi como uma renovação, poder ver naqueles rostinhos a pureza latente de uma vida que ainda se inicia, a ingenuidade saudável na fala, e um desafio gigantesco de como falar de Eleição para crianças. A alegria de poder votar, a comemoração com o resultado. Algo sublime. Só estes pequenininhos para alegrar estes nossos dias agitadíssimos”, finaliza Ignácio.

Texto e fotos: Adriana Pessoa/Justiça Eleitoral