Obras da Sabesp vai beneficiar o Rio Bonito e Mina

A Sabesp de Botucatu está investindo cerca de R$ 5 milhões na implantação do sistema de esgotos sanitários nos bairros Rio Bonito e Mina, em Botucatu. O novo sistema vai beneficiar 5 mil moradores da região, além de contribuir para a despoluição do Rio Tietê. As obras estão em fase avançada, com cerca de 50% dos trabalhos já executados, e devem ser finalizados em março de 2016.

A instalação do novo empreendimento, que tem parceria com a prefeitura de Botucatu, compreende uma estação de tratamento de esgotos – com capacidade para tratar 12 litros por segundo de esgotos – e quatro unidades de bombeamento. Os trabalhos incluem ainda o assentamento, com mão de obra própria da Sabesp, de mais de 30 quilômetros tubulações, entre redes coletoras e linhas de recalque.

As obras vão atender cerca de 1.500 imóveis existentes nos dois bairros, além de mais 37 residências do loteamento Vivendas Belas Vista que também passarão a ser atendidas pela Sabesp, com rede de água, coleta e tratamento de esgotos.  Para o superintendente regional da Sabesp, Mário Eduardo Pardini Affonseca, o compromisso de universalizar o atendimento nos municípios é um dos mais nobres e desafiadores que uma companhia de saneamento pode ter.

 "A Sabesp tem o privilégio de, em cada uma de suas obras de pequenas às de grandes portes, colaborar para que as pessoas vivam melhor, para que o meio ambiente seja mais saudável e para que a sociedade seja economicamente mais desenvolvida", disse Pardini ressaltou também a importância da parceria da Prefeitura com a companhia de saneamento para viabilizar a implantação dessas obras que são fundamentais para a população daquela região que desponta pelo grande potencial turístico.

 A Sabesp está investindo no total R$ 217 milhões em 32 importantes obras de coleta e afastamento de esgotos, além de revitalização e construção de novas estações de tratamento para universalizar o saneamento nas sedes das 33 cidades operadas pela empresa na região. O resultado desse aporte já pode ser sentido pela população com a despoluição das Bacias Hidrográficas Tietê/Jacaré, Sorocaba e Médio Tietê, além da Bacia dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí.