Comdema promoveu 1ª etapa do projeto Girourbano  

O Comdema (Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente) promoveu na última sexta-feira (2) a primeira fase do projeto “Girourbano”. Ele consiste em demonstrar para a população a importância ambiental de determinadas áreas de Botucatu e a necessidade de preservação delas, com foco principalmente no uso e ocupação do solo ordenado e sustentável. Na oportunidade foram convidados representantes da Prefeitura, Câmara, conselhos municipais, sociedade civil organizada e população em geral, os quais visitaram os atrativos ambientais e turísticos da região leste e sul.

Thiago Donini, funcionário da Secretaria Municipal de Turismo e presidente do COMUTUR, participou deste primeiro encontro e exaltou os avanços no setor. “A criação e fortalecimento do projeto Botucatu Terra da Aventura através dos inúmeros eventos esportivos, a atualização do plano diretor, a oferta de passeios pelo projeto Descubra Botucatu, e os novos atrativos como a nova Orla do Rio Bonito, revitalização do Mercadão e a implantação da primeira Pinacoteca no interior são alguns exemplos deste avanço no setor”, diz.

Outra que participou desta primeira etapa do Girourbano foi a arquiteta Isadora Marchi, que fez uma contextualização do crescimento das cidades em torno dos rios. “Um exemplo é o Lavapés nosso principal rio urbano, para o qual praticamente todas as casas dão as costas com seus muros, frequentemente dentro das APPs [Áreas de Preservação Permanente]. Sem acessos diretos ao longo do Lavapés, acabamos perdendo o potencial de infraestrutura ambiental, de mobilidade, turismo e lazer deste importante rio, fundamental para a rede hídrica da Cuesta”, justifica.

Fillipe Martins, da Associação Amigo do Vale do Aracatu e vice-presidente do COMDEMA, argumenta que Botucatu tem potencial turístico e ecológico para ser uma cidade de economia forte e cidadã. “O planejamento da cidade deve se voltar para a geração de renda e qualificação técnica dos munícipes. Para tanto, devemos aproveitar o potencial criativo quanto ao turismo e meio ambiente. Devemos transformar Botucatu em cidade modelo quanto ao uso de seus atributos naturais e o Município possui as qualidades necessárias para realizar este sonho”, comenta.

Para Rafael Romagnolli, presidente do Comdema, o Girourbano em sua primeira fase foi de suma importância para demonstrar a transversalidade entre áreas como meio ambiente, urbanismo e turismo. “Envolvemos também a sociedade civil, poder público municipal e o legislativo que puderam aprender e refletir sobre a Cidade que queremos para nossas futuras gerações”, afirma.

De acordo com o Comdema, uma segunda etapa do Girourbano deverá ocorrer em 2017, mas ainda sem data ou áreas de visitação definidas.

 

Sobre o Comdema

A finalidade principal do Comdema é unir esforços entre a sociedade civil organizada e o Poder Público na defesa conjunta pelo patrimônio ambiental municipal. Portanto, é o espaço onde os munícipes podem exercer o direito de cidadania e ao mesmo tempo o dever constitucional de preservar o Meio Ambiente equilibrado ecologicamente para às presentes e futuras gerações.

Ele é formado por representantes do segmento governamental estadual, municipal e sociedade civil. Dentro dele são abordados os diferentes temas relacionados à gestão ambiental municipal, tais como: gestão de resíduos, gestão de recursos hídricos, arborização urbana, uso e ocupação do solo, poluição sonora, poluição visual e saneamento básico.

As reuniões do Condema costumam ser realizadas na Casa dos Conselhos, todas as segundas terças-feiras de cada mês. Mais informações junto à Secretaria Municipal de Meio Ambiente, localizada no Poupatempo Ambiental [Rua Lourenço Carmelo, n.º 180 – Jardim Paraíso], onde atende pelo telefone (14) 3882-1290.