Botucatu é vice-campeã do programa Município Verde-Azul 2016  

Com 98,11 pontos, Botucatu conquistou o segundo lugar do programa Município Verde Azul – ranking 2016, iniciativa da Secretaria Estadual do Meio Ambiente que premia as cidades que apresentam as políticas públicas mais eficientes dentro do Meio Ambiente.

O anunciou foi oficializado em um evento realizado no São Paulo Expo, zona sul da capital, na tarde desta quinta-feira (8). Além do vice-campeonato, Botucatu levou o prêmio Franco Montoro como município melhor ranqueado na Bacia Hidrográfica do Sorocaba e Médio Tietê.

Vale lembrar que a “Cidade dos Bons Ares” já foi campeã deste mesmo programa nos anos de 2012 e 2014, e vice-campeã ano passado. A cidade de Novo Horizonte, que em 2015 já havia alcançado o primeiro lugar, foi novamente campeã do prêmio este ano ao atingir 98,69 pontos.

Nesta nona edição, o programa Município Verde-Azul contou com 317 cidades que apresentaram seus relatórios finais e ações ambientais realizadas. Dentro deste ranking, apenas 78 cidades (25%) foram certificadas com uma pontuação superior a 80,0.

“Isso é um prêmio a todo trabalho conduzido pela equipe da Secretaria de Meio Ambiente, em parceria com as ONGs, Conselho Municipal de Meio Ambiente, Sabesp e principalmente do prefeito João Cury e vice, Prof.Caldas, que deram todo apoio. Nestes últimos anos nós certificamos o Município em todas as oportunidades, estando sempre entre os dez melhores municípios do Estado. Isso prova que a Prefeitura de Botucatu vem trabalhando firmemente na gestão ambiental do Município, tentando de todas as formas melhorar a qualidade de vida das pessoas”, comenta o secretário municipal de Meio Ambiente, Perseu Mariani.

“Esse prêmio não é de uma pessoa só. Isso passa desde a competente equipe da Secretaria de Meio Ambiente até a participação ativa da sociedade civil organizada. Um prêmio como este envolve uma série de diretivas que a Prefeitura não cumpre sozinha. Uma coisa é você ganhar um premio como este em um ano, isoladamente. Outra coisa é você ficar ano após ano entre os melhores do Estado, mostrando que uma cidade pode se desenvolver, gerar crescimento econômico, de forma sustentável e respeitando o meio ambiente. Por isso podemos afirmar que hoje Botucatu se firma como uma das cidades mais prestigiadas na área do Meio Ambiente”, avalia o prefeito João Cury Neto.

Lição de casa

Botucatu alcançou nestes últimos cinco anos um patamar de excelência pelas diversas iniciativas colocadas em prática quanto à questão ambiental. Entre os principais estão a universalização da água e esgoto em quase 100% do Município; expansão da coleta seletiva e do trabalho de educação ambiental nas escolas; execução do plano de arborização urbana com mais de 80 mil mudas plantadas; despoluição e reclassificação do principal rio urbano da Cidade, o Lavapés; melhora na operação e readequação do aterro municipal; construção de ciclovias e campanhas em prol de um ar mais puro; implantação de um Banco de Alimentos, que trabalha a redução do desperdício de alimentos que antes seriam jogados direto no lixo; entre outros.

Vale lembrar que a Cidade é a única do País a ter um Poupatempo Ambiental, espaço que reúne diversos serviços ligados ao Meio Ambiente e que conta com uma construção totalmente sustentável. Outra novidade é que o Município também já assinou o contrato para aquisição de uma usina de biodiesel e que deverá começar a ser instalada a partir do próximo ano.

Sobre o programa

Lançado em 2007, pelo Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Estado do Meio Ambiente, o Programa Município Verde Azul (PMVA) tem o inovador propósito de medir e apoiar a eficiência da gestão ambiental.

Assim, o principal objetivo dele é estimular e auxiliar as prefeituras paulistas na elaboração e execução de suas políticas públicas estratégicas para o desenvolvimento sustentável do Estado de São Paulo. A participação de cada um dos municípios paulistas ocorre com a indicação de um interlocutor e um suplente, que serão o elo de comunicação entre o município e  a Secretaria de Estado do Meio Ambiente.

As ações propostas pelo programa compõem dez diretivas norteadoras da agenda ambiental local, abrangendo os seguintes temas estratégicos: Esgoto Tratado, Resíduos Sólidos, Biodiversidade, Arborização Urbana, Educação Ambiental, Cidade Sustentável, Gestão das Águas, Qualidade do Ar, Estrutura Ambiental e Conselho Ambiental.

Para a realização do seu objetivo, o PMVA oferece capacitação técnica aos interlocutores indicados pela municipalidade e, ao final de cada ciclo anual, publica o “Ranking Ambiental dos municípios paulistas”.

 

10 PRIMEIRAS CIDADES – RANKING MUNICÍPÍO VERDE AZUL 2016

1º NOVO HORIZONTE: 98,69

2º BOTUCATU: 98,11

3º JUNDIAÍ : 97,45

4º CATANDUVA / VOTUPORANGA: 97,38

5º BRAGANÇA PAULISTA: 96,81

6º CERQUILHO: 95,94

7º SOROCABA: 95,25

8º FRANCA: 94,5

9º ITAPIRA: 93,98

10º LENÇÓIS PAULISTA: 93,87

 

Evolução de Botucatu no Município Verde Azul* (nota/colocação)

2008: 85,47 / 22º lugar

2009: 86,29 / 78º lugar

2010: 71,87 / 199º lugar

2011: 87,23 / 60º lugar

2012: 97,26 / 1º lugar

2013: 90 / 10º lugar

2014: 98,02 / 1º lugar

2015: 96,7 / 2º lugar

2016: 98,11 / 2º lugar

(*) Fonte: Secretaria Estadual do Meio Ambiente