Vereador quer atrelar Orquestra de Cordas a projetos culturais

Requerimento assinado pelo vereador Josey de Lara Carvalho (PR), busca, junto ao Poder Executivo, incorporar a “Orquestra de Cordas Aécio de Souza Salvador” (OCASS), como um instrumento de cultura do município. Explica que a orquestra encontra-se em plena atividade em Botucatu, exercitando seu principal objetivo que é o aprimoramento da educação musical dos seus participantes sendo que os trabalhos desenvolvidos e suas apresentações contribuem sobremaneira na difusão da educação musical da cidade.

Lembra o parlamentar que a orquestra irá completar 3 anos de existência no dia 28 de julho deste ano, tendo registrado mais de trinta apresentações públicas e a mesma conta atualmente com vinte integrantes, todos botucatuenses e estudantes do Conservatório de Música de Tatuí, os quais, sob a regência do maestro Guilherme de Moraes Corrêa, executam a música através do violino, viola, violoncelo e contrabaixo.

“O propósito (da orquestra) é montar uma escola de música visando beneficiar a comunidade em geral, sem limitar a idade de seus alunos, mas a orquestra não conta com ajuda financeira, sendo os instrumentos de propriedade dos músicos”, enfoca Josey Carvalho.

Na sua visão compete ao Poder Público, além de garantir o exercício dos direitos culturais, apoiar e incentivar a valorização e a difusão das manifestações culturais. “Como já houve manifestação favorável por parte do Poder Executivo a respeito de apoiar os trabalhos da orquestra estou sugerindo que a Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Cultura, incorpore a orquestra como um instrumento de cultura de Botucatu”, destaca Josey.

Vale lembrar que a Orquestra de Cordas Aécio de Souza Salvador foi fundada em Botucatu pelo maestro Guilherme de Moraes Corrêa em 2010. Ao se estruturar como uma orquestra de cordas, o grupo escolheu como patrono o professor Aécio de Souza Salvador, que desenvolveu várias ações em prol da música no Município. A Orquestra de Cordas “Aécio de Souza Salvador” (OCASS) realiza concertos levando a música clássica a diversos lugares, entidades e eventos. Atualmente, conta com 21 músicos, sendo 12 violinistas, 4 violistas, 3 violoncelistas e dois contrabaixistas.