TV Gazeta já pode ser sintonizada em Botucatu

Conforme havia previsto o engenheiro Luciano Borges Martins, a TV Gazeta entrou nos lares dos botucatuenses em sinal aberto, por volta das 17 horas desta quinta-feira. Com isso a população já conta com mais uma opção televisiva através do canal 58 UHF. A equipe técnica da emissora, comandada pelo engenheiro, passou dois dias na Cidade para finalmente colocar o canal no ar (foto).

Desde 2000, a TV Gazeta fazia gestões junto ? Prefeitura na tentativa de levar sua programação aos lares botucatuenses. Todo o equipamento necessário foi adquirido pela emissora, incluindo antena de transmissão, slot, 100 metros de cabo, parabólica de recepção, receptor digital e transmissor.

Coube ao município, apenas, a cessão do espaço junto a torre de televisão, no Jardim Paraíso. “A atual administração resolveu atender um pedido antigo da população. Toda a manutenção será feita pela própria emissora, sem ônus para a prefeitura”, afirma Ilson Tavares, responsável pela operação e manutenção geral da Torre de TV.

O sinal da TV Gazeta poderá ser captado em um raio de 20 km. Quando a transmissão digital entrar em operação a sintonia passará para o canal 56. “Gostaríamos de agradecer o apoio que recebemos da Prefeitura para, finalmente, realizarmos o desejo antigo de chegar a Botucatu”, destacou o engenheiro Luciano Martins.

A instalação de todo equipamento para retransmissão foi iniciada na quarta-feira, incluindo antena de transmissão, slot, 100 metros de cabo, parabólica de recepção, receptor digital e transmissor. A vinda da TV Gazeta não irá gerar custos para o município e a participação da prefeitura foi ceder o espaço junto ? torre de televisão, no Jardim Paraíso.

Para Martins, com a chegada da Gazeta aos lares dos botucatuenses em sinal aberto a população poderá contar com uma gama diversificada de atrações, 24 horas por dia. “A Gazeta tem uma variedade muito grande de programas para os mais variados tipos de gostos. Tenho a certeza de que a população de Botucatu irá apreciar tudo que a Gazeta tem a oferecer de entretenimento”, previu Martins, complementando: “A grade de programação da TV Gazeta é bastante eclética, com destaque para o jornalismo, esportes e programas de variedades”.

{n}Um pouco da história{/n}

A inauguração da TV Gazeta foi incluída nas festividades de aniversário da cidade de São Paulo, no dia 25 de janeiro de 1970. A emissora foi pioneira na retransmissão em cores ao importar equipamentos para exibir a primeira programação colorida para todo o Brasil: o 1º Grande Prêmio Brasil de Fórmula 1, naquele mesmo ano.

Desde então, a Fundação Cásper Líbero, que mantém a emissora, tem trabalhado para a expansão da emissora. Em 1996, iniciou uma atualização tecnológica com investimentos em equipamentos de última geração. O resultado foi o aperfeiçoamento dos trabalhos de gravação e geração de imagens.

Com alcance de 100 km, os sinais em VHF atingem os municípios da Grande São Paulo e, através de repetidoras em UHF, chegam ? região do Vale do Paraíba e cidades como São Carlos, Sorocaba, Rio Claro, Limeira, Americana, Bragança Paulista, Araras, além de várias capitais e cidades brasileiras, como Cuiabá, Florianópolis e Recife, entre outras.

O sinal da Gazeta também está disponível via satélite, possibilitando sua captação através de através de parabólicas em todo o território nacional. Já no século XXI, a modernização continuou com a implantação do sistema de TV Digital e HDTV.

Foto: Fernando Ribeiro