Teatro Municipal recebe a irreverência de Nany People

A irreverência de Nany People será mostrada neste sábado no Teatro Municipal Camilo Fernandez Dinucci, a partir das 20h30. Ela traz para Botucatu o espetáculo: “Então… Deu no que Deu”, com produção de
Valtinho Fragoso. O preço do ingresso é R$ 30,00 (inteira), R$ 25,00 (meia) e R$ 20,00 (bônus para funcionários da ASU e Embraer).

Nesta incursão solo pelo universo da stand up comedy, a humorista Nany People usa um texto descontraído para satirizar situações do cotidiano, suas experiências no reality “A Fazenda”, e as diferenças entre os universos masculino e feminino de maneira bem humorada, elegante e altruísta. “Na vida, qualquer forma de discurso, para ser pertinente, tem que ser bem humorado, Então… Porque não rir da gente mesmo?”, afirma Nany People.

Conhecido como uma forma americana de fazer humor, a stand-up comedy conquistou o público brasileiro, que agregou esse tipo de humor ? sua cultura. Hoje, aquilo que já foi produto americano se tornou brasileiro por apropriação de estilo. O comediante se apresenta sem cenário, sem figurino, sem trilha sonora, sem piadas conhecidas, ou seja, de cara limpa. É um humor puramente cotidiano, baseado em experiências e impressões do humorista.

Existem regras para que o show seja de fato considerado stand-up: o artista precisa se apresentar sozinho e com texto próprio; sem usar trilha sonora ou qualquer tipo de sonoplastia, sem personagens caracterizados ou com figurino. A ideia é que o ator seja ele mesmo e evidencie o lado mais engraçado de sua personalidade, seja com um olhar peculiar sobre a sociedade, a vida cotidiana ou outros assuntos.

{n}Nany People{/n}

Nany People é mineira, radicada em São Paulo. Atriz e humorista, com extensão universitária em Artes Cênicas pela Unicamp e Teatro Escola Macunaíma. Desde 2004, é mestre de cerimônias do maior festival de humor da América Latina, o “Risorama / Curitiba” e em 2010, participou da “2º Mostra Brasileira de Stand-up Comedy / Rio de Janeiro”. Projetou-se no cenário nacional, em 1997, como repórter do programa Novo Comando da Madrugada, de Goulart de Andrade, pela extinta Rede Manchete.

Ainda na tevê, trabalhou como repórter especial nos programas “Flash”, de Amaury Junior (Band), Hebe (SBT) e A Praça É Nossa (SBT). No cinema, trabalhou com Caio Blat, em “Cama de Gato”, de Alexandre Stokler. Trabalhou por dez anos no Teatro Paiol (em São Paulo), com Paulo Goulart e Nicete Bruno. Atuou ao lado de Marília Pêra e Arlete Salles em “Acredite um Espírito Baixou em Mim”, de Ronaldo Ciambrone, e “Nany People Salvou meu Casamento”. Atualmente está em turnê com seu 1º solo de stand-up comedy “Então… Deu no que Deu”.