Teatro Municipal divulga a agenda de maio

No mês de maio Botucatu recebe no Teatro Municipal – “Camillo Fernandez Dinucci” diversas atrações artísticas voltadas a toda população botucatuense. Entre elas estão apresentações de concerto, peças teatrais e programação da Virada Cultural.

A bilheteria do Teatro Municipal funciona de terça a sexta-feira, das 13 às 19 horas, e aos sábados, das 13 às 17 horas, somente quando há eventos no fim de semana. Aos domingos, feriados e pontos facultativos a bilheteria é aberta duas horas antes do espetáculo.

Confira a programação:

Dia: 9 (segunda-feira)

Concerto da Orquestra Sinfônica Municipal de Botucatu (OSMB) – em prol ao Asilo Padre Euclides 

Regência do maestro Fernando Ortiz de Villate

Horário: 20 horas

Ingressos: R$ 15

Sinopse:

A Orquestra Sinfônica Municipal de Botucatu (OSMB) originou-se no ideal de dois músicos botucatuenses: José Antônio M. de Marchi e Celso W.Cardoso. Estudantes do conservatório Carlos de Campos, em Tatuí (SP), eles vislumbraram a possibilidade de criar um conjunto musical em Botucatu. 

Os primeiros ensaios tiveram início em outubro de 1986. A estreia aconteceu em 21 de dezembro do mesmo ano, durante o Festival de Natal no salão social do Botucatu Tênis Clube (BTC). Nomes como o do senhor Progresso Garcia, entusiasta atuante na Câmara, ajudaram que oito meses depois fosse assinada a Lei Municipal que deu criação à Orquestra Sinfônica Municipal de Botucatu.

Desde o início, a OSMB teve vida intensa. Realiza concertos em Botucatu e em toda a região do Centro-Oeste paulista, participando diversas vezes do Festival de Inverno de Campos do Jordão, Festival de Música de Londrina e do programa “Viola Minha Viola”, da Rede Cultura de Televisão. Também se apresentou na melhor sala de concertos brasileira: a Sala São Paulo.

 

Dias: 14 e 15 (sábado e domingo)

Programação da Virada Cultural Paulista

Entrada gratuita

*Todos os espetáculos da Virada Cultural Paulista são gratuitos, o Teatro Municipal conta com 518 lugares. A entrada nos espetáculos acontece por ordem de chegada.

 

Dia: 20 ( quinta-feira)

Espetáculo – Tubinho, o rei do Riso

Horário: 19h30

Ingressos: R$ 20 (estudantes, idosos e professores) e R$40 (inteira)

Classificação etária 14 anos

Sinopse:

O Circo Teatro Tubinho foi criado em 1959, por Juve Garcia, encerrando suas atividades em 1978, em Curitiba. Em 2001, Pereira França Neto, sobrinho de Juve, ergueu de novo a lona e colocou novamente os “Pereira” na estrada.

Contando hoje com mais de 90 peças do repertório tradicional de circo de teatro (ou teatro de circo), essa família leva ao palco de sua lona o circo-teatro feito em sua essência, com dramalhões, dramas, tragédias, melodramas, comédias, chanchadas e infantis.

Atualmente, o Circo de Teatro Tubinho é composto por uma grande família de 35 pessoas envolvidas. As apresentações são consideradas um grande sucesso no interior do Estado de São Paulo, em temporadas que chegam atingir 6 meses de ingressos esgotados em cidades de pequeno e médio porte. No cinema, o “Reio do Riso” também estrelou nos cinemas o longa-metragem “Tubinho – O Filme”.

 

Dias: 24, 25 e 27 (quarta, quinta e sexta-feira)

Show de talentos da ETEC – Dr. Domingos Minicucci Filho

Evento fechado

 

Dia: 27 (sexta-feira)

Musical –  Luz Negra com a atriz Mel Lisboa – Proac

Duas apresentações, palestra e bate papo com o público

Entrada gratuita

*A forma da distribuição dos ingressos e horário das apresentações será divulgada em breve pela administração do Teatro.

Sinopse:

Luz Negra é um musical sobre a região da Luz e a Frente Negra Brasileira em São Paulo. Trata do Negro e da formação da Boca do Lixo, encerrando a trilogia iniciada em 2011 com “Cine Camaleão” e, em 2013, com “Homem Não Entra”. E agora, “Luz Negra” situado na década de 1930, quando as distribuidoras de filmes internacionais, como a Fox, Paramount, entre outras, ocuparam a Rua do Triunfo, que viria a se tornar entre as décadas de 1950 e 1970 a maior produção de cinema do Brasil.

Para além de contar a história, o projeto tem como objetivo trazer de volta a produção cinematográfica para o local e criar junto à população um sentimento de pertencimento a cerca desse patrimônio cultural da cidade. Para tanto, a Cia acabou de realizar um longa com a mesma história da peça, com um baixo orçamento e em três semanas de diárias, dialogando com a forma de produção da Boca.

 

Serviço:

Teatro Camillo Fernandez Dinucci

Praça Coronel Moura, nº27 – Centro

Telefone: (14)3882-9004

(Ass. de Imprensa da Prefeitura)