Simpósio de Epidemiológica reúne 300 profissionais

 Foi realizada, na Casa da Arte da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ), a abertura do I Simpósio de Vigilância Epidemiológica: Sífilis congênita, tuberculose e atualização em imunização. O objetivo do evento foi oferecer uma capacitação aos profissionais da saúde de Botucatu e região envolvidos com esses temas. Aproximadamente 300 pessoas participaram do encontro, que contou com palestras e discussões.

 Participaram da abertura compondo a mesa das autoridades: José Carlos Souza Trindade Filho, gerente médico do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu (HCFMB); Marli Terezinha Cassamassimo Duarte, docente do Departamento de Enfermagem da Faculdade de Medicina de Botucatu/Unesp (FMB); Cláudio Lucas Miranda, secretário de Saúde de Botucatu e a enfermeira Maria Salete Carli, do Grupo de Vigilância Regional Epidemiológica.

 Em seu discurso de abertura, José Carlos Souza Trindade Filho destacou a importância do evento para os profissionais da saúde, além de salientar o quão atual é o debate sobre os temas propostos. “Me lembro que víamos a sífilis numa fase inicial, há mais de 25 anos, depois a doença sumiu. Me chamou a atenção que no ano retrasado (2013) e passado (2014) nós começamos a ver sífilis aqui (HCFMB) também durante as consultas. Então, sem dúvida, esse evento vai acrescentar muito a todos os colegas”, frisou.

 O secretário municipal da saúde, Cláudio Lucas Miranda, classificou o evento como “grandioso” e lembrou dos avanços obtidos pela área da saúde em relação aos temas abordados. “Fico muito feliz de vir até aqui e perceber que esse auditório não tem quase nenhuma cadeira livre. É fantástico poder falar e discutir sobre temas tão importantes como estes”, destacou.

 Para a enfermeira Maria Salete Carli, participar de um evento dessa natureza é “gratificante”. Ela ressaltou as parcerias estabelecidas entre Vigilância Epidemiológica, Hospital das Clínicas de Botucatu, Secretaria de Saúde e FMB para a realização de iniciativas que visam aperfeiçoar os profissionais da saúde. “É muito bom estar aqui, é muito bom partilhar desse processo que seguramente traz crescimento para a qualidade de nossas ações”, salientou.

 Docente do Departamento de Enfermagem da FMB e organizadora do Simpósio, Marli Terezinha Cassamassimo Duarte deu as boas-vindas aos participantes ressaltando a importância da reflexão sobre temas que fazem parte do dia a dia dos profissionais da saúde. “Com certeza esta iniciativa contribuirá para nosso aprimoramento e melhoria da nossa prática na rede de atenção do SUS (Sistema Único de Saúde).

 A primeira palestra do evento teve como tema “Prevenção da Sífilis Congênita” e foi ministrada por  Valdir Monteiro Pinto, médico e interlocutor de DST do Programa Estadual de DST/Aids da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo e do Programa Municipal de DST/Aids da Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo.

 A iniciativa foi organizada pelo CRIE (Centro de Referência Imunobiológicos Especiais), Nucade – RH (Núcleo de Capacitação de Desenvolvimento de Recursos Humanos) e NHE (Núcleo Hospitalar de Epidemiologia) do HCFMB.

 Após os discursos de abertura, a enfermeira aposentada do HCFMB Edna Carvalho foi homenageada por ser uma das idealizadoras do CRIE do hospital. “Foi uma vivência muito grande, convivi com pessoas muito boas e que sabiam muito. Foi um tempo muito bom”, lembrou a funcionária, que se aposentou há dois anos e discursou durante o Simpósio após a homenagem recebida.