Show do cantor Daniel em Botucatu atrai milhares de pessoas

Mais uma vez o cantor Daniel mostrou todo o seu carisma e o quanto ele é querido pela população de Botucatu. Na noite desta quinta-feira ele levou milhares de pessoas na Praça da Catedral para mostrar o seu novo show “Raizes”, em comemoração ao 156º aniversário de emancipação político-administrativa do Município. O próprio cantor se emocionou com reencontro com sua legião de fãs botucatuenses.

O cantor chegou ? praça, duas horas antes do início do show e, solícito, atendeu fãs e imprensa. Com mais de 13 milhões de discos vendidos, cantor reconhece a importância dos fãs botucatuenses na sua carreira. “A cidade que faz aniversário e quem está ganhando o presente sou eu. Eu já estava com saudades de me apresentar em Botucatu cidade que aprendi a amar e que foi o alicerce da minha carreira”, diz.

Chegando aos 30 anos de carreira, o CD/DVD “Raízes”, faz um retrospecto das músicas antigas, dando espaço também ? s músicas inéditas. “Gravo só o que gosto, porque me identifico com todas as canções”, acrescenta.

O cantor revela que quer envelhecer fazendo o que gosta e está vivendo uma fase nova em sua vida que é ser pai. Sobre o sucesso, Daniel reconhece que os fãs são os principais responsáveis pelas suas conquistas. “Faço meu trabalho pensando em quem acompanha minha carreira e tento sempre melhorar, pois sei que se conquisto fãs, tenho o dever de cativá-los a cada dia. Eles merecem o meu melhor”, finaliza.

{n}{tam:25px}A carreira de Daniel{/n}{/tam}

Daniel começou tocando com o pai e aos cinco anos já começava a tocar violão depois passou a participar de festivais da região, onde conheceu João Paulo (José Henrique dos Reis). A dupla, ao lado do empresário botucatuense Hamilton Régis Policastro, lutou durante muitos anos e não desanimou. Foram diversos discos de ouro e platina e no oitavo disco, a marca de um milhão de cópias foi batida.

O primeiro disco da dupla foi lançado em 1985. A partir daí, a dupla começou uma busca intensa e incessante pelo sucesso, divulgando o trabalho nas rádios e nas cidades do interior paulista. Porém, o mercado fonográfico nacional só começou mesmo a aceitar a dupla, que sofreu inclusive o preconceito racial, em 1992, sendo o primeiro sucesso creditado a canção Desejo de Amar.

Outros sucessos vieram, como a moda caipira “Dia de Visita” e a balada “Só dá você na minha vida”. Em 1996, com o lançamento de João Paulo & Daniel Vol. 7, a dupla finalmente se consagrou. O CD trazia a canção romântica Estou Apaixonado, versão para Estoy Enamorado, de Donato e Estefano, que estourou nas rádios e na TV, como tema da novela global Explode Coração. Outra canção da dupla entrou na trilha da novela O Rei do Gado, a toada caipira Pirilume .

Em 1997, o destino, porém, separou os amigos no auge da carreira, João Paulo faleceu num acidente de automóvel na rodovia dos Bandeirantes, viajando de São Paulo para a sua cidade natal, Brotas. No ano seguinte, Daniel seguiu a carreira solo, lançando em 1998 seu primeiro trabalho, que leva o seu nome. Neste trabalho foram apresentadas as canções Adoro Amar Você, Me Guardo pra Você e Pra Falar Verdade.

Com uma mistura do sertanejo tradicional e do romantismo, Daniel abocanhou novos fãs, além de manter os fiéis os antigos e tradicionais sertanejos. São 17 álbuns de carreira solo, quatro DVD e prêmios de melhor cantor (como os Troféus Imprensa de 2008 e Melhores do Ano de 2002, 2003 e 2004.)
No ano de 2000, Daniel estreou o projeto “Daniel Futebol Clube”, projeto que durou nove anos, levando jogos beneficentes por todo o Brasil. Além deste projeto, desde 1999 o cantor é padrinho do projeto AACD, que atende crianças portadoras de deficiência.

Daniel realizou um sonho da dupla, gravou três CDs intitulados Meu Reino Encantando, interpretando músicas clássicas sertanejas, ao lado de grandes nomes do gênero, como Almir Sater, Pena Branca, Chitãozinho & Xororó, Milionário e José Rico.

Em 2009, gravou o remake do filme O Menino da Porteira ao lado de Vanessa Giacomo, filme que levou mais de meio milhão de pessoas ao cinema. Com a trilha sonora do filme, Daniel recebeu o Grammy Latino. Foi também o responsável pela restauração e reforma do Cine São José, da sua cidade natal Brotas.

Daniel foi convidado por Benedito Ruy Barbosa e aceitou interpretar o peão Zé Camilo na novela Paraíso, seu primeiro papel em uma novela da Globo, no ano de 2009. Além da novela, o cantor participou do especial do Roberto Carlos, cantando as canções “Quando quero falar com Deus” e “Estou Apaixonado”. No dia 27 de novembro de 2009 nasceu a primeira filha do cantor, Lara, fruto da relação de mais de cinco anos com Aline de Pádua e concretizando o casamento no dia 12 de maio de 2010, em uma cerimônia fechada em Jundiaí, cidade do interior de São Paulo.

Em 2010, Daniel desfez sua parceria com o empresário Hamilton Régis Policastro. O cantor assinou pela gravadora Som Livre e lançou o trabalho Raízes e a canção “Tenho que Sonhar”. No segundo semestre de 2010 o cantor Daniel emplacou a canção Disparada na trilha sonora da novela Araguaia da Rede Globo de Televisão, inclusive cantando a canção em um dos capítulos da trama, no início de 2011. No final de 2010, o cantor Daniel organizou seu primeiro Cruzeiro, entre os dias 16 e 19 de dezembro, sendo sucesso absoluto de vendas e crítica.

Fotos: Valéria Cuter