Secretário de Estado vistoria obras da Pinacoteca

No local são investidos R$ 11milhões para recuperação do edifício projetado na década de 1920, pelo escritório do renomado arquiteto Ramos de Azevedo – o mesmo que construiu a Pinacoteca do Estado

 

O secretário de estado da Cultura, Marcelo Mattos Araújo, visitou as obras de restauração do prédio do antigo Fórum de Botucatu, onde será instalado o primeiro ramal da Pinacoteca do Estado do interior paulista.  A vistoria foi acompanhada pelo prefeito, João Cury Neto; secretário Municipal de Cultura, Osni Ribeiro; diretora do Museu da Arte Contemporânea (MAC) – “Itajahy Martins”, Claudia Bassetto; além das equipes técnicas da Secretaria de Estado da Cultura e da 2N Engenharia, empresa responsável pela obra. 

“Esta é mais uma visita técnica que realizamos ao longo da obra com todas as equipes envolvidas para prosseguir na avaliação permanente das nossas atividades. O projeto é magnífico e está sendo desenvolvido com a maior qualidade possível.  Estamos redefinindo alguns prazos para o cronograma da inauguração no ano que vem”, avalia Marcelo Mattos Araújo.

 “Uma obra de tanta importância como esta é difícil prever algumas mudanças em seu projeto inicial. Então estão sendo feitas algumas adaptações que surgiram ao decorrer do tempo. Isso gera um pouco de dificuldade de cumprir o calendário inicial proposto para a inauguração que era 14 de abril de 2016, da Pinacoteca completamente funcionando. Vamos entregar o prédio em abril e as adaptações do mobiliário serão executadas para a inauguração ser realizada no final de julho e começo de agosto de 2016”, informa o prefeito.

No local são investidos R$ 11milhões para recuperação do edifício projetado na década de 1920, pelo escritório do renomado arquiteto Ramos de Azevedo – o mesmo que construiu a Pinacoteca do Estado.  O espaço, com 2.878 m² de área construída, abrigará no térreo o Museu da Arte Contemporânea [MAC] – “Itajahy Martins”, tradicional instituição museológica da Cidade com cerca de 300 obras de importantes artistas nacionais e internacionais, e que em 2016 completa 32 anos. Na parte superior, no antigo “Salão do Júri”, ficarão as exposições da Pinacoteca do Estado.

Haverá salas voltadas a exposições temporárias e de longa duração (pintura, gravuras, fotografias), espaços para o setor educativo, leitura, estudo, restauro, ateliês, biblioteca, recepção/bilheteria, área de convivência e um auditório para conferências, além de sanitários e salas para o setor administrativo. Tudo com acessibilidade adequada através de rampas e elevadores. Vale lembrar que desde julho de 2014, uma sala anexa ao antigo Fórum, batizada de “Galeria Fórum das Artes”, já foi reformada e reaberta ao público para exposições temporárias gratuitas, com acervos da Pinacoteca do Estado e do MAC.