Secretário de estado da Cultura vistoria obras da Pinacoteca

Antes de participar da abertura da exposição “Espaço Vida”, na galeria Fórum das Artes, na noite de quinta-feira (27), o secretário de estado da Cultura, Marcelo Mattos Araújo, visitou as obras de restauração do prédio do antigo Fórum de Botucatu, onde será instalado o primeiro ramal da Pinacoteca do Estado do interior paulista. A inspeção foi acompanhada pelo diretor da Pinacoteca do Estado, Tadeu Chiarelli; pela diretora do Museu da Arte Contemporânea [MAC] – “Itajahy Martins”, Claudia Bassetto, além das equipes técnicas da Secretaria de Estado da Cultura e da 2N Engenharia, empresa responsável pelas obras. 

Estão sendo investidos R$ 11milhões para recuperação do edifício projetado na década de 1920, pelo escritório do renomado arquiteto Ramos de Azevedo – o mesmo que construiu a Pinacoteca do Estado. O espaço, com 2.878 m² de área construída, abrigará no térreo o Museu da Arte Contemporânea [MAC] – “Itajahy Martins”, tradicional instituição museológica da Cidade com cerca de 300 obras de importantes artistas nacionais e internacionais, e que em 2016 completa 32 anos.  Na parte superior, no antigo “Salão do Júri”, ficarão as exposições da Pinacoteca do Estado.

Haverá salas voltadas a exposições temporárias e de longa duração (pintura, gravuras, fotografias), espaços para o setor educativo, leitura, estudo, restauro, ateliês, biblioteca, recepção/bilheteria, área de convivência e um auditório para conferências, além de sanitários e salas para o setor administrativo. Tudo com acessibilidade adequada através de rampas e elevadores.

As obras se encontram em estágio bastante avançado e já conferem ao prédio, que permaneceu fechado por cerca de dez anos, um novo aspecto, dando pistas da exuberância estética que ganhará assim que estiver pronto. Com base na sua vasta experiência como museólogo e ex-diretor da Pinacoteca do Estado, Araújo fez observações sobre adaptações e pequenas mudanças que possam ser feitas nos ambientes, de forma a conferir ainda maior funcionalidade aos funcionários que trabalharão no local e conforto ao público.

“Estou muito satisfeito. As obras prosseguem dentro do cronograma previsto. É um trabalho de muita qualidade que recupera um edifício que é um símbolo da cidade. Estamos muitos felizes com a perspectiva maravilhosa de podermos inaugurar esse novo espaço que será uma grande referência para o cenário cultural em todo o Estado de São Paulo”, comentou o secretário. 

Mattos ressalta que a instalação da Pinacoteca, em Botucatu, atende a uma das diretrizes básicas que o governador Geraldo Alckmin determinou para a condução da política cultural da Secretaria, que é a  busca pela descentralização das ações e ampliação do acesso à cultura para toda a população do estado. “A criação dessa unidade da Pinacoteca, em Botucatu, responde a esse objetivo, de criação de polos regionais. Botucatu já desempenha esse papel e com a abertura e o funcionamento regular do Fórum das Artes, essa condição de polo regional será consolidada e fortalecida”.

O secretário destaca a sinergia que permeia as relações entre o Governo do Estado e a Prefeitura, que contribui para a execução de importantes projetos e coloca Botucatu como uma cidade onde os bons projetos da Secretaria alcançam bons resultados e se consolidam de maneira perene.

“Todo esse projeto é resultado de uma parceria muito especial com a Prefeitura de Botucatu. Essa interlocução é necessária para a implantação das políticas culturais da Secretaria de Estado da Cultura. No caso específico de Botucatu encontramos um diálogo absolutamente sinérgico, que tem nos permitido várias iniciativas, entre elas a criação do Fórum das Artes. Isso acontece em vários eventos e muitos projetos que desenvolvemos juntos. É sempre uma felicidade poder estar aqui para testemunhar o andamento desses diferentes projetos. Gosto muita da cidade e espero voltar antes mesmo da inauguração da Pinacoteca. 

Apesar da grave crise financeira vivida pelo país, que produz impactos importantes nos orçamentos dos estados e municípios, Mattos garante que os investimentos para conclusão da obra e inauguração da Pinacoteca, em Botucatu, estão preservados. 

“Nós vivemos o momento de uma crise financeira nacional, que tem impacto em todas as esferas. Fizemos uma revisão de todos os nossos projetos para adequá-los a nova situação. Mas, felizmente, temos mantido o funcionamento dos equipamentos e andamento de projetos como o Fórum das Artes de Botucatu. É uma necessidade pensar nesse novo contexto, otimizando os recursos, buscando parcerias. Esse é um caminho importante para consolidar e assegurar a continuidade e implantação desses projetos”.