Rodrigo Campos Faz show no Lageado dia 23

Show terá a participação das cantoras Ná Ozetti e Juçara Marçal.

rodrigo-camposNo dia 23 de junho, quinta-feira, a partir das 20h, no Auditório da Fazenda Lageado, com entrada franca, acontece o show do compositor e instrumentista Rodrigo Campos, considerado um dos artistas mais talentosos da nova geração da música brasileira.

Em 2013, Rodrigo Campos recebeu o prêmio Artista Revelação no Prêmio da Música Brasileira. Já colaborou como compositor e instrumentista com artistas como Criolo, Elza Soares, Tom Zé e Emicida, entre outros.

No show do Lageado, Rodrigo estará acompanhado de uma superbanda com destaque para Ná Ozetti e Juçara Marçal, duas das maiores cantoras brasileiras, além dos músicos Curumim (bateria), Thiago França (sax e flauta) e Marcelo Cabral (baixo).

Rodrigo Campos começou tocando cavaquinho e percussão nas rodas de samba de São Mateus, periferia da cidade de São Paulo, lugar onde cresceu. Em 2009, lança seu primeiro trabalho solo, “São Mateus não é um lugar assim tão longe”, que lhe traz o reconhecimento da crítica e ganha destaque como um dos melhores discos de 2009.

Seu segundo disco solo, o “Bahia Fantástica”, de 2012, recebeu ótimas críticas nos principais veículos de imprensa brasileiros e até fora do Brasil como no jornal The New York Times, além de lhe render o prêmio de Artista Revelação.

Em seu terceiro disco, “Conversas com Toshiro”, lançado em setembro de 2015 e contemplado pelo programa Natura Musical, Rodrigo Campos explora um novo espaço, o Japão. Com produção musical do próprio Rodrigo e direção artística de Rômulo Fróes, o trabalho é uma investigação sobre a consciência oriental, com interpretações sobre amor, sexo, vida e morte, e sua influência no inconsciente da cidade cosmopolita de São Paulo – uma fusão entre oriente e ocidente.

Além do seu trabalho solo, Rodrigo colabora, como compositor, arranjador e instrumentista, com vários artistas de sua geração, assim como com lendas da música brasileira: Criolo (Duas de Cinco, 2014), Juçara Marçal (Encarnado – 2014), Vicente Barreto (Cambaco – 2015), Tom Zé (Pour Elis – 2014, com participação de Milton Nascimento), Elza Soares (A Mulher do Fim do Mundo- 2015), Emicida, dentre outros.

Também é integrante do elogiado grupo Passo Torto, projeto desenvolvido em colaboração com os compositores Kiko Dinucci e Romulo Fróes e o contrabaixista Marcelo Cabral, que já conta com três discos lançados.

Rodrigo Campos também assinou a direção musical do projeto “Onze Sambas e Uma Capoeira” em 2014 no SESC Pompéia em homenagem a um dos maiores ícones do samba paulistano, Paulo Vanzolini e assumiu, em apresentação no SESC Santana em 2015, a releitura do disco Caça à Raposa de João Bosco dentro do projeto “75 rotações”.

O show de Rodrigo Campos é uma realização do projeto Natura Musical, Programa de Ação Cultural da Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo, Agogô Cultural, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Unesp, Faculdade de Ciências Agronômicas da Unesp, Faculdade de Medicina da Unesp e Secretaria Municipal de Cultura de Botucatu.