Projeto Integra beneficiará 1.600 alunos no contraturno escolar, em Botucatu

O prefeito de Botucatu, João Cury Neto, promoveu na tarde de sexta-feira (29 de abril), na Escola Municipal Luiz Carlos Aranha Pacheco, o lançamento oficial do projeto “Integra – Esportes, Artes e Cultura”, que contou com a presença de pais, alunos, gestores e diversos profissionais da Rede Municipal de Ensino.

O Integra foi idealizado pela Secretaria Municipal de Educação em substituição ao programa “Segundo Tempo”, que foi cancelado em 2015 devido ao fim dos repasses do Governo Federal.

O novo projeto busca atender a necessidade de os pais manterem seus filhos em tempo integral na escola com a ampliação da oferta de atividades de acompanhamento pedagógico e multidisciplinares, inclusive culturais e esportivas, no contraturno escolar.

De acordo com Alessandra Lucchesi de Oliveira, orientadora pedagógica da Secretaria Municipal de Educação, no inicio do ano letivo muitos pais a procuraram para reivindicar o atendimento de seus filhos no contraturno das aulas.

“Não poderíamos deixar de atender as famílias que necessitam que seus filhos tenham um local seguro para permanecer no período de contraturno do horário normal de aulas. Serão quatro horas a mais de aulas, de segunda a quinta-feira, com atividades esportivas, culturais e artísticas. Além de evitar que estas crianças fiquem vulneráveis a todo tipo de perigos, o projeto pretende fortalecer os vínculos entre escola, família e comunidade, conforme prevê o plano municipal de educação”, argumenta.

Para o prefeito João Cury Neto, este é um projeto transformador na vida das pessoas. “O Integra vem para complementar o aprendizado, além de ajudar a formar a personalidade e o caráter das crianças que estão ávidas em aprender. Temos um carinho especial por este projeto, pois além da formação da criança, também ajuda as famílias a partir do momento em que o aluno fica o dia todo na escola, em um ambiente seguro e cuidadas por pessoas especialistas”, comenta.

“Em 2012 fizemos uma parceria com o Governo Federal e aderimos ao programa Segundo Tempo. Mas com a crise do Governo este programa foi cancelado no final de 2015 e como não poderíamos deixar esses 1.600 alunos sem atendimento, idealizamos o projeto Integra, com recursos próprios do Município, que vem oferecer uma gama ainda maior de atividades. Este é um retorno a todos os munícipes, pois estamos revertendo os impostos pagos pela população em benefícios aos seus filhos, pois o bem estar das nossas crianças é o propósito numero um de nosso governo”, concluiu o Prefeito.

Sobre o Integra

O projeto “Integra” é realizado de segunda a quinta-feira, em quatro horas diárias. Prevê o atendimento de cerca de 1600 crianças e adolescentes de ambos os sexos, com faixa etária entre 6 e 15 anos, de todas as regiões da cidade matriculadas em escolas públicas municipais e dos bairros de maior vulnerabilidade social, beneficiando aproximadamente 800 famílias.

Os núcleos que receberão o projeto são as escolas Américo Virgílio dos Santos; Angelino de Oliveira; Antenor Serra; Cardoso de Almeida; Elda Moscogliato; João Queiroz Marques; João Maria de Araújo Junior; Jonas Alves de Araújo; José Antônio Sartori; Luiz Carlos Aranha Pacheco e Luiz Tácito Virgílio dos Santos.

De acordo com Mara Ruiz, Coordenadora de Práticas Esportivas e responsável pelo projeto, ainda existe vagas disponíveis em algumas unidades e os interessados deverão procurar os instrutores do projeto ou as diretoras nas escolas participantes.

(Ass. de Imprensa da Prefeitura)