Projeto ingressa aluno no Conservatório de Tatuí

Com três anos de existência em Botucatu, o Projeto Guri chega a marca de seis alunos aprovados no Conservatório Dramático e Musical de Tatuí “Dr. Carlos de Campos”, reconhecido como um dos maiores centros de música, luteria e artes cênicas do Brasil.

O mais recente aprovado neste semestre é Gabriel de Oliveira Ribeiro, 17 anos, que cursa violoncelo no projeto há dois anos com o professor André Jim. “Meu primeiro contato com o instrumento foi no Projeto Guri. Está foi a segunda tentativa de entrar no Conservatório e agora fui aprovado. Estou muito feliz pela conquista e pretendo dar continuidade nas aulas do projeto junto com o Conservatório”, comenta Gabriel.

O coordenador do Guri em Botucatu, Vinicius Henrique, destaca que desde a existência do projeto na Cidade, em média, um aluno por semestre ingressa no Conservatório. “Este resultado mostra que o projeto tem servido bem como fomento para o processo seletivo do Conservatório, um dos maios concorridos da América Latina. A maioria dos alunos que ingressaram tiveram pela primeira vez o contato com o instrumento dentro do Guri. Com certeza o ingresso de tantos alunos é um orgulho para o polo”, ressalta.

{n}Sobre o Projeto Guri{/n}

O Projeto Guri atua em Botucatu desde abril de 2010 e está instalado na Casa dos Conselhos, oferecendo aulas de violino, violoncelo, viola clássica e canto coral. Lembrando que, para participar do Guri, os alunos devem ter de 6 a 18 anos incompletos.

O Guri é um projeto socioeducativo e que completa 18 anos em 2013. Ele está sob a gestão da Associação Amigos do projeto Guri [AAPG], tendo como principal parceiro mantenedor o Governo do Estado de São Paulo.

São oferecidos, no período de contra-turno escolar, cursos de iniciação e teoria musical, coral e instrumentos de cordas, madeiras, sopro e percussão, sendo os instrumentos concedidos pelo próprio projeto. Hoje o Guri atende 54 mil crianças em 414 polos distribuídos em 310 cidades do Estado de São Paulo.