Piteco e Os Cavaleiros do Após-Calypso lançam músicas autorais no sábado (12)

No sábado, dia 12 de março, a banda Piteco e Os Cavaleiros do Após-Calypso realiza o show de lançamento de seu primeiro EP de canções autorais, a partir das 20h, no bar Empório Stammtisch, no bairro Demétria. A entrada custa R$ 15,00 ou R$ 20,00 para levar um disco para casa.

A banda botucatuense surgiu em 2014, já com uma proposta de criação autoral de músicas, com referências sonoras de Manguebeat, Funk, Baião e Rap, e criando um histórico de apresentações, como a disputa do festival Botucanto do ano passado, com a canção Rebeldia e Amor. A banda é formada por Piteco (voz e guitarra), Fabio Japa (bateria), Fernando Augusto Locão (baixo), Edson Moreira (percussão), João Queiroz (teclado e sintetizadores), Fernanda Ribeiro e Fabiana Godoy (voz coro).

O disco com algumas faixas autorais de Piteco e Os Cavaleiros do Após-Calypso foi gravado em Botucatu e São Paulo, em meados de 2015. “De certa forma, nós ganhamos essa produção do Construtores de Sonhos, que foi um projeto de faculdade do João Queiroz, nosso tecladista, e um grupo da Universidade Anhembi para conclusão de semestre”, afirma Peter Moreira, ou Piteco, vocalista da banda.

Foram os próprios produtores, Construtores de Sonhos, quem escolheram as músicas que seriam gravadas e, logo, comporiam o EP: Nós que aqui estamos e Quem se foi. “Decidi ter uma postura mais desinteressada, no sentido de não tomar à frente da produção e deixar que os membros da banda e produtores fizessem as escolhas. Em quase todos os projetos anteriores de que participei, tive um papel bem ativo na direção do trabalho. Dessa vez, achei que seria interessante adotar uma postura diferente”, revela Piteco. Além das duas músicas escolhidas pela produção, o disco também conta com as bônus track: Plantando SementesGuerreiro e Capitalismo.

Entre os temas abordados nas composições de Piteco e Os Cavaleiros do AC, destacam-se o amor e a rebeldia, como na canção homônima, além de política, crítica social e ideologia. Segundo o vocalista, Piteco, a música e a arte em geral devem refletir questões contemporâneas, pois têm como finalidade a elevação do espírito humano. “A musica está diretamente relacionada à política e aos movimentos sociais de qualquer natureza. É preciso buscar o equilíbrio entre essas coisas. Eu entendo que nesse momento o mundo precisa de amor, mas amor incondicional”, conclui.

Show de lançamento do EP Piteco e os Cavaleiros do Após-Calypso

Dia 12 de março, às 20h

Empório Stammtisch – Bairro Demétria – Rod. Gastão Dal Farra Km 4

Entrada: R$ 15,00 / Entrada+CD: R$ 20,00