Pintor Eduardo Sued expõe suas obras em Botucatu

De segunda a sexta-feira das 9 às 18 horas, o Espaço Artyz Galeria, na  Rua Moraes Barros , 193, região central  de Botucatu, está expondo o trabalho do artista plástico Eduardo Sued.  “Os espelhos são usados para ver o rosto, a arte para ver a alma",  é o seu slogan.

Aos 90 anos, recém-celebrados, no dia 10 de junho, sete décadas em atividade, Eduardo Sued, principal colorista da arte contemporânea aos olhos da crítica, repete frases epígrafes como se as tivesse cunhado diante do interlocutor.  “A inspiração aparece como uma mancha, uma pequena imagem que eu ouço. Daí aparecem outras e outras, elas se reúnem e surge essa exposição. Não há definição a priori, um querer anterior. Há o espontâneo”, diz o pintor.

O artista não se vincula a nenhum movimento específico. Sua carreira teve uma breve etapa pautada no figurativismo, mas logo se encaminha para abstração geométrica. Tende a ser classificado atualmente como “concretista” ou “construtivista”.

Sued tem como rotina trabalhar no seu ateliê, no Rio, das 9 às 17 horas. Isso se dá sob o silêncio e as cores – uma das bases de sua pesquisa. “O pintor precisa trabalhar com os ouvidos para escutar as exigências da tela. Quando estou em dúvida, fecho os olhos e aproximo o ouvido da tela. As cores servem para serem vistas e ouvidas”, afirma.