Número de participantes definirá a escola de samba campeã de 2012

O título pode parecer um tanto quanto estranho, mas é real. Será o número de participantes que irá definir a escola de samba campeão do carnaval 2012. Não se tem conhecimento de que outra cidade do Brasil, já tenha adotada essa sistemática para definir a escola campeã. Duas escolas de samba estão concorrendo ao título: Gente Unida da Vila Maria e Estopim da Fiel, que irão desfilar no dia 18 de fevereiro (domingo) na Rua Amando de Barros.

Independentemente da qualidade e da performance das escolas na passarela do samba, quem conseguir agregar o maior número de componentes para desfilar leva o título. Ou seja, o campeonato em Botucatu, será definido pela quantidade e não pela qualidade. “Essa maneira de realizar o concurso foi um consenso entre os diretores das escolas participantes. Nós apenas intermediamos a reunião entre eles e a decisão foi tomada por eles”, ressaltou a assessora de eventos da Subsecretaria de Turismo da Prefeitura Municipal, Luciana Alho, que encaminhou ? imprensa os critérios e a cronologia dos desfiles de rua em Botucatu.

Para participar do desfile a escola deverá contar com, pelo menos, 150 componentes e agregar alas como Comissão de Frente, Baianas, Bateria e Mestre Sala e Porta Bandeira. “Se uma escola não contar com, pelo menos, 150 componentes ou não apresentar essas alas, não desfilará como escola de samba e sim como bloco”, adverte Alho. “O tempo de desfile será de 35 min. (mínimo) a 50 min. (máximo) e quem estourar ou não cumprir esse tempo perde dois pontos por cada minuto infringido”, acrescentou a assessora de eventos.

A premiação será de R$ 1200,00 por cada quesito em material para confecção do carnaval 2013. O anúncio da escola campeã acontece dia 23 (quinta-feira) a partir das 15 horas em local a ser definido. Em caso de empate o prêmio será dividido e a contagem do número de componentes para se conhecer a escola campeã será feita por um funcionário da Subsecretaria de Turismo e por um responsável de cada escola de samba no momento da concentração.

Isso significa que antes mesmo de a escola se apresentar para o público na Rua Amando de Barros, a comissão organizadora já estará sabendo quem venceu determinados quesitos como bateria e baianas, assim como a somatória geral dos pontos pelo número de pessoas. Outro detalhe é que embora seja obrigatória, a ala Mestre Sala e Porta Bandeira (casal mais importante da escola que deve se apresentar com harmonia, graça e leveza, apresentando movimentos clássicos da dança), não estará em julgamento. Neste caso, é preciso apenas que o casal esteja presente na rua. O mesmo acontece com a Comissão de Frente (responsável por saudar o público e apresentar a escola na avenida), que tem apenas que marcar presença. Apenas dois quesitos serão, verdadeiramente, julgados: Adereços e Fantasias (um juiz) e Evolução (dois juízes).

Também outros quesitos importantes em qualquer julgamento de escola de samba como Samba Enredo (tema central do desfile) e Harmonia (sincronismo entre o canto e dança) foram esquecidos. Na bateria considerada o coração pulsante da escola com uma grande variedade de instrumentos, é o conjunto do som emitido por eles, que deve ser avaliado. A bateria não pode ser julgada pela quantidade de seus participantes. Porém, em Botucatu, ela não será julgada pelo samba que apresentar e sim pelo número de componentes.

{n}Como será a pontuação{/n}

150 componentes: 4 pontos
200 componentes: 6 pontos
250 componentes: 8 pontos
300 ou mais: 10 pontos
Maior número de baianas (todas com a mesma fantasia): 5 pontos
Maior número de componentes na bateria (todos com a mesma fantasia): 5 pontos
Adereços e fantasias (julgado por um juiz): pontuação de 5 a 10 pontos
Evolução (julgado por dois juízes): pontuação: de 5 a 10 pontos