“NÓ(S)”, espetáculo que mostra as diferentes maneiras de se mover e se relacionar, chega a Botucatu

Concebido pela bailarina e coreógrafa Tatiana Melitello e pelo bailarino e ator Pablo Perosa, a obra viaja por 12 cidades no estado de São Paulo; a entrada é de graça

_MG_0016_©edson_kumasaka_2016 “Nó” : “ligamento, conectivo, questão, teorema, sentido, capítulo, alimento, seriedade, momento, peso, repercussão, contratempo, resistência, questão delicada”. Todos esses significados foram pontos de partida para a construção do espetáculo “NÒ (S)”, que chega à cidade para duas apresentações, nos dias 04 e 05 de agosto de 2016 (quinta e sexta) – às 19h30 no Teatro Municipal de Botucatu (Praça Coronel Raphael de Moura Campos, 27 – Centro). “NÔ (S)” integra o projeto “Temporalidades”, contemplado Programa de Ação Cultural do Governo do Estado de São Paulo.

Espetáculo com recursos multimídia e projeções de vídeo interagindo com os artistas no palco, foi concebido pela bailarina e coreógrafa Tatiana Melitello e pelo bailarino e ator Pablo Perosa, a obra coreográfica desdobra-se por entrelaçamentos e desentrelaçamentos; proximidades e distanciamentos; sobreposições, convergências e divergências de tempos. NÓ(S) é uma composição coreográfica encenada por um homem e uma mulher em estado de permanente tensão e relações de força tendo como base de sustentação e apoio a gravidade. “A tensão apresentada pelos intérpretes criadores refere-se às proximidades e distanciamentos dos corpos, ao dinamismo e a gravidade provocados pela relação entre eles” explica Tatiana Melitello. “O espetáculo constrói temporalidades que se tornam concretas por diferentes maneiras de se mover e se relacionar”, completa a balarina.

Coreografias abordam o Tempo

_MG_0066_©edson_kumasaka_2016O espetáculo é propositalmente dividido em três momentos distintos para que a construção do tempo possa emergir de diferentes maneiras. As coreografias foram realizadas de modo processual. A partir de diversas referências coletadas e compartilhadas, Tatiana e Pablo compuseram juntos a ideia do que os fazia mover em cada ‘capítulo’. Partiram, também, de questionamentos conceituais, como: quais ideias de tempo essa coreografia poderia abordar? Como criar tempo em cada cena? Qual a tensão necessária para um equilíbrio dinâmico? “Toda a concepção desse trabalho partiu e se desenvolveu com a ideia de abordar a questão do tempo. Todas as referências tratam de tempo. Para este espetáculo o tempo, esse elemento tão abstrato, apenas se concretiza pelas relações. As Temporalidades, como a repetição, a memória, a defasagem, o uníssono e a gravidade (espaço-tempo), são fatores que trabalhamos nesse espetáculo”, afirma Tatiana.
As coreografias também foram elaboradas a partir de diversas referências, tais como, o livro Seis Propostas Para o Próximo Milênio do autor Ítalo Calvino, a Peça Coração de Heiner Muller, o filme japonês Dolls de Takeshi Kitano ,as obras Early Works da coreógrafa Trisha Brown, a coreografia Fase de Anne Teresa De Keersmaeker.

Ficha Técnica

Direção, Criação e Interpretação: Tatiana Melitello e Pablo Perosa Trilha Sonora: Marcelo Castilha Vídeo-Imagem: Marcelo Castilha e Elisa Damazio Operação técnica: Vinícius Andrade Artistas Colaboradores: Peti Costa, Vagner Rodrigues,Helena Bastos
Luz: Pablo Perosa e Clara Rubim Fotografias e Design Gráfico: Edson Kumasaka
Divulgação: Elisa Damazio e Tatiana Melitello Assessoria de Imprensa: 7 Fronteiras Comunicação

Serviço – “Nó(S)”

04 e 05 de agosto (quinta e sexta) – inicio do espetáculo às 19h30 (platéia liberada ao publico às 19h) no Teatro Municipal de Botucatu (Praça Coronel Raphael de Moura Campos, 27 – Centro)
Duração: 45 minutos Classificação: 14 anos
EVENTO GRATUITO (os ingressos serão distribuidos no dia da apresentação)
Informações (14) 3882-9004