Museu do Café realiza exposição fotográfica “Um olhar diferente”

Num tempo em que não existia a tecnologia atual, com câmeras digitais, celulares e outros dispositivos, com aplicativos que permitem interferir de forma intensa na imagem, e a facilidade de acesso ao mundo da fotografia, fotografar era para alguns uma profissão, para outros era um hobby caro e complexo.

O autor das fotos da exposição “Um olhar diferente”, Manoel Pinto Cunha, foi funcionário publico estadual, delegado de polícia e promotor de justiça. Atualmente está aposentado.

Manoel começou se aprimorar na arte da fotografia no inicio da década de 1960, quando na cidade de Campinas frequentou o “Foto Cine Clube” e frequentou cursos sobre técnicas de colorização com aquarela de papel fornecido pela empresa Kodak. É nesse tempo que o autor das imagens da atual exposição do Museu do Café, começou se apaixonar pela arte da fotografia, envolvendo não só a captura da imagem propriamente dita, mas todos os processos que envolviam a revelação do papel fotográfico em estúdio, com os diversos processos necessários para a transformação do registro fotográfico capturado pela máquina, em material fotográfico.

Tudo era feito em preto e branco. Nada de cor. Porém, havia a possibilidade de se aplicar a técnica da colorização manual. Após todo o processo de revelação, a foto em preto e branco passava por um processo manual que dava cor a imagem original.

As empresas do ramo fotográfico ofereciam uma película colorida que possibilitava essa nova fase. Pequenas partes do material colorido eram mergulhadas em água e, a partir dai, surgia o pigmento colorido que, com o uso de um pincel, dava cor a foto original em preto e branco.

Processo trabalhoso, criativo e de difícil execução daí a importância dessa exposição. As imagens apresentadas foram todas colorizadas manualmente pelo fotógrafo Manoel Pinto Cunha, que ainda hoje mantém em sua residência um estúdio fotográfico montado para revelações em preto e branco. Pura paixão.

Serviço:

Exposição aberta ao público de 15 de dezembro de 2016 a 15 de janeiro de 2017

Horário: de segunda a sexta e feriados: das 8 às 17 horas.

Sábados e domingos: das 12 às 18 horas

 

Natal: O Museu estará fechado de23 a 26 de dezembro

Ano Novo: O Museu estará fechado de 30 a 2 de janeiro.