Museu do Café ganha sala para fazer sua galeria

Fotos: Valéria Cuter

O Museu do Café da Faculdade de Ciências Agronômicas, da Unesp de Botucatu, na Fazenda Lageado realizou esta semana a entrega dos certificados a pessoas físicas, empresas e instituições que se tornaram parceiras do projeto.

Ao final da solenidade, foi inaugurado um novo espaço para visitação pública: a “Galeria do Museu”. O descerramento da placa foi feita pelo diretor da FAC, professor Edivaldo Domingues Velini, juntamente com o prefeito de Botucatu, João Cury Neto.

Nessa sala especial ficarão em exposição permanente os quadros que foram doados por artistas plásticos que passaram pelo museu como, por exemplo, Osmar Santos, que cedeu duas de suas obras. Também estão expostos dois trabalhos de adolescentes internos na Fundação do Centro de Atendimento Sócioeducativo ao Adolescente (CASA).

O servidor e coordenador do “Núcleo de Conservação e Proteção do Patrimônio Histórico da Fazenda Lageado”, José Eduardo Candeias, enfatiza que a sala também será usada para jovens estudantes que visitarem o museu. “Nossa ideia é colocar algumas meses e cadeiras na sala para que as crianças que nos visitarem possam desenvolver suas aptidões artísticas. Será instalado um varal para que esses trabalhos também sejam expostos”, adiantou Candeias.

Coordenador diz que o Espaço Cultural do Museu já se tornou referência, e abrigou, desde 2009, um total de 26 exposições. “Artistas como Aldemir Martins, Ilka Lemos, Carla Prates, Osmar Santos, Ziraldo e o peruano Franco Belli, já expuseram suas obras no Museu”, lembra. “Agora temos a “Galeria do Museu” onde estão expostas, permanentemente, as obras doadas por diversos artistas, o que reforça ainda mais o caráter cultural do Museu do Café”, complementa.

O Museu do Café encerra o ano de 2012 e inicia 2013 com a exposição de artistas plásticos argentinos, denominada “Argentinos encontram sua literatura”. A mostra que vai até dia 16 de janeiro reúne trabalhos como: “O universo da cor” de Eli Oliveira, “A estética da delicadeza” de Leila Monsegur, “Lírica homenagem” de Esther Santiago, “A imensidão do espaço” de Itati Peinado e “A força da expressão” de Bettina Bordón.

O museu pode ser visitado de segunda a sexta-feira das 9 ? s 11 horas e das 14 ? s 17 horas. Aos sábados, domingos e feriados o funcionamento vai das 12 ? s 17 horas. Contatos podem ser feitos pelo telefone (14)3880 – 7240 ou através do e-mail, museudocafe@fca.unesp.br.