Museu do Café fecha mês de abril batendo recordes

Fotos: David Devidé

De acordo com a coordenação do Núcleo do Museu de Café da Fazenda Lageado a exposição inédita de 37 obras de Romero Britto, aberta no dia 18 de abril, vem registrando recorde de público. Em apenas 12 dias 3.788 pessoas apreciaram os trabalhos e a criatividade desse artista brasileiro.

“Além do público, um número recorde de escolas também tem agendada visita com alunos de diversas idades. Muitas escolas desenvolvem trabalhos focados na arte lúdica e colorida do artista. Também tem sido constatada a presença de visitantes das cidades vizinhas, como Bauru, São Manuel, Avaré, dentre outras o que comprova a importância regional do Museu e das exposições realizadas”, disse o coordenador do Núcleo, José Eduardo Candeias, lembrando que a Mostra permanece até o próximo dia 18 de maio.

Segundo ele, nos finais de semana tem sido registrado fila de visitantes e o Museu tem procurado manter o público interno no limite de 35 pessoas. “A equipe de monitores do museu está se desdobrando para poder atender aos visitantes, trabalhando em duplas, diferentemente dos finais de semana e feriados normais quando o atendimento é feito apenas por um monitor. Importante frisar que as obras expostas estão a venda”, frisou Candeias.

Na manhã do 26 de abril o Museu do Café recebeu seu visitante de número 100 mil. Luciana Ferrari Gouvêa, botucatuense, quintanista do curso de Psicologia da Unesp de Assis, recebeu o cupom que registrou essa importante e significativa marca. Luciana, acompanhada pela sobrinha Julia Gouvêa Romagnoli, veio rever o acervo e conhecer as obras de Romero Britto.

“Um sucesso. Não poderia imaginar ver em Botucatu uma exposição dessa importância. Parabéns a todos os que se esforçaram para trazer esse presente”, elogiou Luciana que ganhou um boné com a logomarca da fazenda Lageado, um boton, o livro “Rastros de uma História do Café” e o livro “Contos, Cantos e Encantos de Botucatu”. A marca de 100 mil visitantes compreende o período de janeiro de 2006 a abril de 2013. Em abril o Museu fechou com 4.582 visitantes que se somados aos números de 2013, foram registrados 8.927 visitantes. Já o acumulado desde 2006 indica exatos 101.219 visitantes.

{n}Desafio{/n}

Durante a abertura oficial da mostra de Romero Britto, no último dia 18, Robson Britto, irmão do artista, conheceu a proprietária de uma escola de pintura de Botucatu. Durante a conversa ele lançou um desafio que consistia em escolher alunos na faixa até 10/12 anos para que eles fizessem uma releitura das obras expostas no Museu.

No ultimo sábado, dia 27, o grupo de alunos, acompanhados pelos pais e pela professora foram até o museu e sozinhos se dedicaram a traçar com seus olhos as obras por eles escolhidas. O próximo passo é agora na escola, dar o acabamento final pessoal de cada aluno. O compromisso de Robson Britto é reunir os trabalhos, levá-los até Romero em Miami que escolherá três deles. Em seguida será marcado um dia para a entrega os melhores trabalhos.