Medicina da Unesp bate recorde de candidatos por vaga

A Universidade Estadual Paulista (Unesp) encerrou a sua apuração de cadastramentos para o Vestibular 2016 com total de 103.677 inscritos para 7.355 vagas, o que representa 14,1 candidatos por vaga. O curso com mais inscritos é o de Medicina, em Botucatu, com 21.940 candidatos para 90 vagas, o que indica 243,8 por vaga, um recorde na história do exame da instituição, realizado desde 1980 pela Fundação Vunesp. A estatística para cada um dos 176 cursos da seleção está disponível para consulta no site www.vunesp.com.br.

As carreiras mais concorridas, além de Medicina, são Direito – período matutino, em Franca (69,2 candidatos por vaga); Arquitetura e Urbanismo, em Bauru (51,4); Engenharia Química, em Araraquara (45,0); Psicologia – integral, em Bauru (44,1); Medicina Veterinária, em Botucatu (40,3); Direito – noturno, em Franca (40,0); Psicologia – noturno, em Bauru (36,9); e Engenharia Civil, em Bauru (36,7).

As provas da Unesp serão realizadas em duas fases. A primeira etapa será realizada no dia 15 de novembro, em 31 cidades paulistas (além das 23 onde há cursos, os exames acontecerão em Americana, Campinas, Guarulhos, Jundiaí, Piracicaba, Ribeirão Preto, Santo André e Sorocaba) e ainda em Brasília (DF), Campo Grande (MS) e Uberlândia (MG). Os candidatos poderão consultar a partir do dia 26 de outubro a convocação para a primeira etapa. A segunda fase será aplicada nas mesmas cidades, nos dias 13 e 14 de dezembro.

As cidades para as quais há oferta de carreiras neste vestibular são Araçatuba (170 vagas), Araraquara (855), Assis (405), Bauru (1.045), Botucatu (600), Dracena (80), Franca (400), Guaratinguetá (310), Ilha Solteira (310), Itapeva (80), Jaboticabal (280), Marília (475), Ourinhos (90), Presidente Prudente (640), Registro (40), Rio Claro (490), Rosana (80), São João da Boa Vista (40), São José do Rio Preto (460), São José dos Campos (120), São Paulo (185), São Vicente (80) e Tupã (120).

Em 2015, cerca de 3.300 alunos egressos de escolas públicas ingressaram na Unesp. No Vestibular 2016, o Sistema de Reserva de Vagas para a Educação Básica Pública (SRVEBP) garante um mínimo de 35% das vagas de cada curso para alunos que tenham feito todo o ensino médio em escola pública, proporção essa que deve chegar a 50% até o Vestibular 2018. Atualmente, vários cursos da Unesp já tem 50% ou mais de seus alunos vindos da escola pública, mas o SRVEBP garante que isso se dê em todos os cursos de graduação que a universidade oferece.

Os alunos ingressantes vindos de escolas públicas e/ou de baixa renda podem contar com os inúmeros programas de apoio à permanência estudantil: moradia estudantil, bolsas de auxílio manutenção, dentre outras. Dentre os alunos de escolas da Secretaria da Educação que se inscrevem para o vestibular mediante a senha retirada em suas escolas, os de melhor classificação recebem bolsas válidas para todo o período do curso no qual ingressaram.

 

Sobre a Unesp

A Unesp, Universidade Estadual Paulista, é uma universidade pública, gratuita, que está entre as maiores e melhores do país. Está presente em 24 cidades do Estado de São Paulo com 34 faculdades e institutos, onde desenvolve atividades de ensino, pesquisa e extensão em todas as áreas do conhecimento. Fundada em 1976, a instituição oferece 185 cursos de graduação e 141 programas de pós-graduação.

Tem 50.594 alunos (37.388 na graduação, 13.216 na pós stricto sensu e 992 na parceria entre Unesp e Univesp), 3.880 professores e 7.071 servidores técnico-administrativos. Possui cerca de 1.900 laboratórios. Oferece cursos pré-vestibulares gratuitos em suas unidades, bem como diversos programas de extensão de serviços à comunidade. Três escolas de ensino técnico são mantidas pela Universidade: o Colégio Técnico Industrial em Bauru, o Colégio Técnico Industrial em Guaratinguetá e o Colégio Técnico Agrícola em Jaboticabal.

Há anos a Unesp e a Vunesp, em convênio com a Secretaria da Educação, executam o Programa de Divulgação do Vestibular Unesp e Inclusão dos Melhores Alunos da Escola Pública na Universidade: professores da Unesp vão às escolas públicas conversar com os alunos do Ensino Médio sobre a universidade e seu vestibular.

Trata-se de uma atividade extensionista que visa levar para os estudantes informações sobre a universidade, seus cursos, programas de apoio ao aluno ingressante e esclarecer quanto às oportunidades de virem a cursar uma universidade pública, gratuita e de qualidade. Os professores da Unesp vão às escolas acompanhados por alunos da Unesp egressos de escolas públicas, que compartilham com seus colegas do Ensino Médio a experiência no vestibular e a vida na universidade. Durante as visitas, percebe-se que muitos alunos passam a cogitar a continuidade dos estudos na universidade.

 

Por: Vinicius dos Santos