Marcelo Mansfield está confirmado na Virada Cultural

O comediante Marcelo Mansfield, do programa “Agora é Tarde” da rede Bandeirantes de televisão, traz para a Virada Cultural Paulista em Botucatu o stand-up comedy “Nocaute”. A apresentação será no Teatro Municipal Camillo Fernandez Dinucci e está marcada para o dia 20 (domingo), ? s 2h30 da manhã.

No stand-up, Marcelo Mansfield traz um nocaute no nariz da sociedade, com observações do dia a dia que o ator foi colecionando como mestre de cerimônia no Clube da Comédia (inicialmente formado pelos humoristas Diogo Portugal, Marcela Leal, Rafinha Bastos e Oscar Filho).

Temas como política, viagens, sexo e programas de TV são abordados no show com duração aproximada de 60 minutos. A supervisão do espetáculo é do seu amigo e parceiro Rafinha Bastos e a classificação etária do público é de 16 anos.

A Virada Cultural acontecerá nos dias 19 e 20 de maio, com realização do Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Estado da Cultura, em parceria com o Sesc-SP e Prefeitura de Botucatu.

{n}Biografia {/n}

Atualmente Marcelo Mansfield participa do programa “Agora é Tarde” (BAND), com Danilo Gentili. Integrou o elenco do programa “Zorra Total” (Rede Globo) como o “Seu Banana”, inspirado em um personagem de grande sucesso, o “Seu Merda”, criado para o show da “Terça Insana”. Foi mestre de cerimônias do Clube da Comédia, em cartaz há mais de quatro anos em São Paulo.

Ele participou de várias novelas e minisséries, destacando-se em “Mulheres de Areia”, “Chiquinha Gonzaga”, “Celebridade” e “Desejos de Mulher”, além dos programas “Mulher” e “Armação Ilimitada”, todos pela TV Globo. Na TV Cultura, fez parte do elenco dos premiados Rá-Tim-Bum e X-Tudo. Trabalhou em “O Direito de Nascer” no SBT e “Uma Luz na Escuridão”, na Record. Na década de 80 teve seu próprio programa de humor na TV Gazeta, o “Marcelo Mansfield Show” e por oito anos esteve ? frente do “TVLÂNDIA”, pelo Canal de SP da TVA.

Em cinema, atuou em 17 filmes. Destaque para o premiado filme de Ugo Giorgetti, “Festa” e o cultuado “Durval Discos”, de Anna Muylaert, além do trash “Loira Incendiária”, onde foi co-autor junto com Ângela Dip e Mauro Lima, baseado na peça de mesmo nome.

Mansfield manteve uma coluna semanal por mais de um ano na Folha de São Paulo e colaborou com várias revistas e jornais, tais como: Marie Claire, Set, Contigo, Transamérica, Jornal da Tarde, entre outros.

Nesse ínterim ainda achou tempo para se dedicar a pesquisa para Bolsa Vitae e para um estágio em comédia de situação em Hollywood, acompanhando as gravações dos seriados “The Nanny” e “The Naked Truth”.