Lú Aria expõe suas fotos na sede da ABAH

“O verdadeiro conteúdo de uma fotografia é invisível a menos que se olhe através do coração”. Com o espírito desta frase a fotógrafa e professora Luciene Aria, 34, está expondo seu trabalho na sede da Associação Botucatuense de Assistência ao Hipertenso (ABAH), a 1ª ExpoABAH. A exposição intitulada “Da Arte ao Pão” é aberta ao público das 8 ás 16 horas. A ABAH fica na Rodovia Domingos Sartor, nº 577, Distrito de Rubião Júnior.

Lú Aria como é conhecida trabalha na Escola Nair Amaral, no Parque 24 de Maio, como pedagoga e aproveita suas horas de folga para se dedicar a fotografia. Ela começou há 10 anos e não parou mais. “No início era como um hobby mesmo, mas depois incentivada por minha família e amigos, passei a me dedicar a este trabalho com mais intensidade e participar de concurso de fotografias, assim como postar fotos em blogs e sites”, observou a fotógrafa.

Por trás das lentes de sua máquina, Lú Aria busca captar imagens mesclando a realidade cotidiana com a natureza. “Não tenho uma tema específico. Procuro registrar tudo o que acho interessante. Mas, se tivesse que escolher um tema específico para fotografar acho que seria a natureza humana”, frisa.

Uma de suas fotos preferidas faz parte da decoração da sala do prefeito de Botucatu, João Cury Neto. “Não posso deixar de ter orgulho sabendo que uma das minhas fotos está adornando a sala da maior autoridade do município”, observou a fotógrafa.

O trabalho fotográfico está sendo reconhecido e sua agenda está cheia até o mês de setembro para exposições. Seu próximo compromisso será fazer levar suas fotos para a Sala de Exposições da Samesp, a partir do dia 27 de julho (terça-feira).

“Ter o trabalho reconhecido é gratificante em qualquer ramo de atividade. Embora não viva de fotografia, tenho muito prazer quando sou convidada para mostrar minhas fotografias em exposição”, observa Lú Aria. “E faço isso com muito carinho”, complementa.