Internas da Fundação CASA visitam Museu do Café

O Museu do Café da Fazenda Lageado abriu, oficialmente,  seu calendário do ano de 2015 com agendamentos de visitas de Instituições. A primeira visita do ano foi realizada pela Fundação do Centro de Atendimento Socioeducativo ao Adolescente (CASA) de Cerqueira Cesar, que compareceu com um grupo de reeducandas da Unidade.

A Fundação realiza visitas ao Museu com bastante frequência, e essa é a oportunidade que as reeducandas têm para conhecer todo o acervo do Museu e visitar o interior de alguns prédios da área histórica. “Essas visitas são importantes, pois, buscam auxiliar o processo de ressocialização das reeducandas”, diz o coordenador do Núcleo, José Eduardo Candeias.

O Museu já tem agendamentos para os meses de março, abril e maio. Essas visitas agendadas, que são feitas de segunda a sexta das 9 às 11 horas das 14 às 17 horas, sempre com uma Instituição por período, procura-se atender grupos com no máximo 40 integrantes.

“Esse número é necessário para que possa ocorrer maior aproveitamento das explicações, e também para facilitar a circulação no interior do Museu”, coloca candeias. “Além disso, sempre que possível, os visitantes também podem conhecer as estruturas e o funcionamento dos terreiros de secagem de grãos, e o interior da tulha de passagem, e da parte inferior do prédio da tulha principal com a Máquina de beneficiamento de café, fabricada em Botucatu pelas Indústrias Blasi, em 1935”, acrescenta.

Para aperfeiçoar os serviços oferecidos às Instituições que fazem visitas agendadas ao Museu, a Coordenadoria do Núcleo implantou um formulário que deverá ser preenchidos pelo responsável pelo grupo, após a visita. No formulário são apresentadas questões que envolvem desde a forma como a Instituição tomou conhecimento da existência do Museu, até informações sobre aspectos abordados durante a visita.  Existe também espaço para críticas, comentários, sugestões ou outra abordagem que o visitante julgar importante.

Toda visita agendada tem um trabalho desenvolvido pelos monitores que começa com a recepção dos visitantes, e a exposição da importância da Fazenda Lageado, com destaque para suas três importantes fases: propriedade particular (com inicio por volta de 1870) Estação Experimental de Botucatu (a partir de 1932) e finalmente Universidade, desde 1972. É reservado também espaço para expor a importância do Museu do Café e um pouco de sua trajetória, que já possui 27 anos.

Nesse momento os visitantes aproveitam para tirar dúvidas, colocar questões, se preparando para a visita. Com essa medida a Coordenadoria do Núcleo espera melhorar ainda mais os serviços que são oferecidos a esses grupos que no ano de 2014 somaram mais de 150 Instituições num total de mais de 1.500 visitantes.

Vale lembrar que o Museu encerrou o mês de fevereiro com um total de 1.541 visitantes. Esse número, somado ao obtido em janeiro, totaliza 3.450 visitantes no ano de 2015.  Já o acumulado do período de janeiro de 2006 a fevereiro de 2015 atinge a marca de exatos 159.960 visitantes.

O Museu dever retomar as exposições a partir do próximo mês de março. Importante lembrar que as exposições estão inseridas no projeto “Lageado é Arte” que já atraiu, desde 2010, mais de 30 exposições. Durante esse período foram expostos no Espaço Cultural do Museu trabalhos de artistas como: Aldemir Martins, Ziraldo, Franco Belli, Osmar Santos, Romero Britto e Christina Oiticica. Agora o objetivo da Coordenadoria do Núcleo é retomar o projeto com exposições que permanecem no Museu  durante 30 dias. A partir do próximo dia 15 o museu já deverá estar com uma exposição para ser apreciada pelos nossos milhares de visitantes.