Instituto Confúcio traz para Botucatu teatro de sombras com companhia austríaca

O Teatro Municipal Camillo Fernandez Dinucci recebe neste sábado (2 de abril), às 20 horas, o espetáculo gratuito de teatro de sombras “Zheng He – A Chegada dos Navios-Dragão”, da companhia austríaca, Karin Schäfer Figuren Theater.

O espetáculo aberto ao público em geral conta as fantásticas viagens do famoso explorador chinês e as suas aventuras na costa da Arábia, África e Tailândia (Sião) – num encontro com marionetes, vídeo e animação.

A peça, que conta com o apoio da Prefeitura de Botucatu, é promovida pelo Instituto Confúcio da Universidade Estadual Paulista (Unesp). O Instituto é resultado de um convênio entre a Unesp "Júlio de Mesquita Filho" e o governo da República popular da China, em parceria coma Universidade de Hubei. Ele tem como missão o ensino da língua chinesa, a divulgação da cultura e da história da China e o fortalecimento do intercâmbio cultural e acadêmico entre o Brasil e a China.

Os ingressos para a apresentação devem ser retirados na bilheteria do Teatro Municipal, até esta sexta-feira, das 13 às 19 horas, e no sábado, das 13 às 17 horas. Cada pessoa poderá retirar quatro ingressos. O Teatro Municipal conta com 518 lugares.

Sobre a Companhia

Karin Schäfer, nascida e criada em Viena, estudou “arte das marionetes” no Instituto de Teatro em Barcelona e trabalhou por vários anos na Espanha, com diversos teatros e artistas, até fundar sua primeira companhia teatral. Voltou para Áustria, em 1993, onde fundou a “Karin Schäfer Figuren Theater”, em Viena.

"Karin Schäfer Figuren Theater" baseou seu trabalho nas técnicas clássicas de marionetes e sempre se destacou nas disciplinas artísticas pela integração de artes visuais, música, vídeo e filmes de animação e meios de comunicação diversos que propusessem resultados novos e criativos a cada espetáculo.

Foi a partir destas fontes que, ao longo dos últimos anos, Karin Schäfer desenvolveu sua própria forma de fazer arte, o "Visual Theatre". Karin Schäfer e sua companhia foram convidadas para apresentações em mais de 37 países, ganhando uma série de prêmios em festivais e concursos. Desde 2003 atua como diretora do Festival de Visual "PannOpticum" Teatro na Áustria.

Sobre o Espetáculo

Este espetáculo conta a história de Zheng He, o grande explorador, através das histórias das personagens que o conheceram nas suas viagens: em cada país por onde passou, ou deixou uma história, ou uma anedota. Cada história é apresentada por uma figura que representa uma das principais temáticas das suas viagens: um académico da Arábia que partilha conhecimentos científicos com a expedição chinesa; um pescador africano que ajuda a trazer animais para os navios-dragão, incluindo uma girafa; e uma mulher de negócios do Sião que conhece o propósito económico desta expedição.

Sobre a verdadeira história do Almirante Zheng He

Entre 1405 e 1433, o almirante chinês Zheng He liderou sete expedições pelos oceanos Pacífico e Índico rumo ao Ocidente. Suas viagens o levaram da Indonésia, Índia e Costa Arábia para África, quase 90 anos antes de Cristóvão Colombo descobrir a América.

O tamanho dos navios das frotas chinesas era significativamente maior que os navios europeus, essas frotas eram compostas por mais de trezentos navios, todos eles tinham velas na cor vermelha e eram providos de até nove mastros.

A imponência dos navios-dragão também chamados de grandes “monstros náuticos” contribuíram com a fama do poder, riqueza e coragem do imperador Zhong Di – dinastia Ming – e curiosamente, esses navios foram os primeiros a transportar para a China, animais de grande porte vindos da África.

As histórias das viagens do Almirante Zheng He são muito famosas entre as crianças na China e fazem parte das histórias de tesouro nos países de língua árabe, onde a principio, chamavam o almirante de "Ma Sanbao" e posteriormente mudaram para "Sinbad – o marinheiro”.

Prêmios

2011 – "STELLA" (teatro prémio austríaco para o público jovem) para "Projeto Palco excepcional"

2012 – UNIMA World Congress e Festival Puppetry Mundial em CHENGDU /China, para "Design Visual excepcional" – Shanghai Arts Festival / China de "inovação artística"

Serviço:

Teatro Municipal "Camillo Fernandez Dinucci"

Praça Coronel Rafael de Moura Campos, 27 – Centro

(Ass. de Imprensa da Prefeitura)