Inscrições para o Projeto Guri entra na última semana

Até o dia 28 (sexta-feira), o Projeto Guri, maior programa sociocultural do País, mantido pela Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, em parceria com a Prefeitura de Botucatu, voltado para crianças e adolescentes, oferece novas vagas para as aulas de contrabaixo, canto coral, iniciação musical e violino. Os interessados nas atividades devem ter de 6 a 18 anos incompletos.  

Para efetuar a matrícula é necessário a criança ou adolescente comparecer diretamente ao pólo de Botucatu, localizado na Casa da Juventude – “Professor Vinício Aloise”  (Rua Benjamin Constant, 161, Vila Jau), em antigo anexo da estação ferroviária, acompanhado pelos pais ou responsável. 

Os interessados devem levar: RG ou certidão de nascimento e comprovante de matrícula escolar e/ou declaração de frequência escolar referente ao semestre. Não é preciso ter conhecimento prévio de música, nem possuir instrumento ou realizar testes seletivos.

O início das aulas ocorre de acordo com a data de matrícula de cada aluno.  Ao longo deste período, outras vagas podem abrir por conta de desistências. Para obter mais informações sobre os cursos oferecidos no pólo da cidade basta acessar o site www.projetoguri.org.br/polos-guri. 

O pólo de Botucatu conta com 52 vagas para cursos de: contrabaixo, canto coral, iniciação musical, teclado/piano, viola, violino e violoncelo. As vagas disponíveis estão distribuídas nos cursos: contrabaixo, canto coral, iniciação musical e violino. O funcionamento acontece quartas e sextas-feiras, das 13h30 às 17h30, no mesmo local da inscrição. Telefone: (14) 3815-4887

 

Sobre o Projeto Guri

Mantido pela Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, o Projeto Guri é considerado o maior programa sociocultural brasileiro e oferece, nos períodos de contraturno escolar, cursos de iniciação musical, luteria, canto coral, instrumentos de cordas dedilhadas, cordas friccionadas, sopros, teclado e percussão, para crianças e adolescentes entre 6 e 18 anos. 

Aproximadamente 47 mil alunos são atendidos, por ano, em mais de 410 pólos de ensino, distribuídos por todo o estado de São Paulo. Os cerca de 370 pólos localizados no interior e litoral, incluindo os pólos da Fundação do Centro de Atendimento Socioeducativo ao Adolescente (CASA), são administrados pela Amigos do Guri, enquanto o controle dos pólos da capital paulista fica por conta de outra organização social.  

A gestão compartilhada do Projeto Guri atende a uma resolução da Secretaria que regulamenta parcerias entre o governo e pessoas jurídicas de direito privado para ações na área cultural. Desde seu início, em 1995, o Projeto já atendeu cerca de 600 mil jovens na Grande São Paulo, interior e litoral.