Grupo Pata de Elefante traz o rock ao palco do Botucanto instrumental

No próximo dia 3 de novembro, a partir das 20h30, o Teatro Municipal de Botucatu vai receber a noite da música instrumental do Festival Botucanto. Em uma noite marcada pela grande diversidade de estilos, a presença da banda de rock instrumental Pata de Elefante é uma das principais atrações. Até hoje, nenhum grupo de rock havia se classificado para tocar na noite instrumental do festival, sempre caracterizada pelo virtuosismo dos participantes.

Considerada pela crítica especializada a melhor banda de rock`n`roll instrumental do país, a Pata de Elefante vem aparecendo com freqüência nas páginas das principais revistas culturais do país. Ao utilizar a influência de clássicos sessentistas como Cream, The Who, Bob Dylan, Eric Clapton e Jimi Hendrix, combinada aos climas das trilhas sonoras de cinema, o trio de músicos vem conquistando admiradores em todos os lugares onde toca.

Recentemente, o grupo lançou seu terceiro CD batizado de “Na Cidade”, pela gravadora Trama. O álbum foi masterizado nos lendários estúdios de Abbey Road, onde os Beatles gravaram seus maiores clássicos, por Steve Rooke, que remasterizou discos da carreira solo de John Lennon e Paul McCartney.

Em seu currículo, o Pata de Elefante carrega ainda dois videoclipes presentes na programação da MTV, trilhas sonoras para filmes, propagandas e programas de TV, como o Fantástico, da Rede Globo, e uma apresentação no Programa do Jô.

Além dos roqueiros gaúchos, a noite instrumental do Botucanto reserva boa música para todos os gostos. Os interessados nos ritmos brasileiros não podem perder a apresentação da banda botucatuense Bambu, que utiliza os pífanos e a percussão com forte acento regional como base de sua sonoridade. O grupo venceu o Cantos da Cuesta, etapa regional do Botucanto, em 2009.

Trazendo no repertório obras de Camargo Guarnieri e Villa-Lobos, o grupo Algaravia mostra sua obra situada nas fronteiras entre a dita música erudita e a música popular, através de arranjos de obras do repertório camerístico erudito para a formação de quinteto de música popular instrumental.

O grupo Coração Quiáltera, que promover a percussão como “protagonista do discurso musical” em arranjos experimentais utilizando instrumentos pouco convencionais também marca presença na noite instrumental, que terá ainda uma apresentação do tecladista Dudu Tsuda. Figura emblemática da cena musical alternativa de São Paulo, Tsuda é artista multimídia e compositor de trilhas sonoras para dança contemporânea, videoarte, cinema. Vai apresentar sua “Sinfonia para espaços abertos” no palco do Botucanto.

O Festival Botucanto vai de 3 a 7 de novembro e traz grandes atrações musicais a Botucatu como o mestre do samba rock Nereu Mocotó (dia 5), Renato Teixeira (dia 6), Arnaldo Antunes e Edgar Scandurra (dia 7). Mais informações no site www.botucanto.com.br ou no blog www.botucanto.wordpress.com

{n}Confira abaixo a programação completa:

03/11 – Teatro Municipal – 20h30 – Noite da música instrumental {/n}
– Banda Bambu – grupo botucatuense vencedor do Cantos da Cuesta 2009.
– Grupo Algaravia – propõe a reflexão sobre as fronteiras entre a dita música erudita e a música popular, através de arranjos de obras do repertório camerístico erudito para a formação de quinteto de música popular instrumental.
– Coração Quiáltera – grupo que promover a percussão como “protagonista do discurso musical” em arranjos experimentais utilizando instrumentos pouco convencionais.
– Dudu Tsuda –Figura emblemática da cena musical alternativa de São Paulo, Tsuda é artista multimídia e compositor de trilhas sonoras para dança contemporânea, videoarte, cinema.
– Pata de Elefante – banda de rock instrumental de destaque na cena independente. Tem influências de rock´n roll dos anos 60 e 70, funk, surf music e trilhas sonoras.

{n}04/11 – Teatro Municipal – 20h30 – Cantos da Cuesta{/n}
– apresentação de 16 canções de Botucatu, das quais quatro serão classificadas para a etapa nacional do Festival.
– show “Rosário”, com Nhambuzim – grupo utiliza elementos da cultura popular brasileira com uma nova proposta de sonoridade. Vai apresentar músicas baseadas na obra do escritor Guimarães Rosa.

{n}05/11 – Espaço Cultural Antonio Gabriel Marão – 20h – 1ª eliminatória nacional{/n}

– apresentação de 10 canções concorrentes
– show com Di Melo – integrou o movimento da black music brasileira dos anos 70 com Tim Maia, Cassiano e Hyldon. Considerado um dos artistas que mais próximo chegou a uma linguagem soul nacional.
– show com Nereu Mocotó e Swing – ex-integrante do Trio Mocotó e considerado um dos inventores do samba rock.

{n}06/11 – Espaço Cultural Antonio Gabriel Marão – 20h – 2ª eliminatória nacional{/n}

– apresentação de 10 canções concorrentes
– show com André Caccia Bava – depois de acompanhar artistas tão diversos como Sandy & Junior, Elza Soares e Lobão, o guitarrista mostra as canções de “Vento Bom”, seu primeiro trabalho solo.
– show com Renato Teixeira – o cantor e compositor paulista mostra seus maiores sucessos.

{n}07/11 – Espaço Cultural Antonio Gabriel Marão – 20h – Finalíssima{/n}

– apresentação das 10 canções finalistas e premiação
– show com Dimi Zunquê – tem um trabalho caracterizado pela diversidade de ritmos, energia e versatilidade.
– show com Arnaldo Antunes e Edgar Scandurra – dois dos maiores nomes do rock nacional mostram suas parcerias ao longo de mais de dez anos de trabalho.

Foto: Divulgação