Grupo Abayomi da Apae faz show no Municipal

Nos dias 17 e 18 de dezembro a partir das 20 horas o Teatro Municipal Camillo Fernandez Dinucci recebe o espetáculo “Andanças”, uma mostra de parte do trabalho de pesquisa de músicas, instrumentos e danças folclóricas desenvolvido com o grupo Abayomi, da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Botucatu, durante o ano de 2014 nos encontros semanais das aulas de música, dança e ritmos.

Este espetáculo conta com a participação das Oficinas de Estamparia, Xilogravura e Áudio Visual da Secretaria Municipal de Cultura de Botucatu, que colaboraram com o designer da cenografia, figurino e o registro do espetáculo. Os ingressos custam R$ 5,00 e os pontos de venda estão na bilheteria do teatro, secretaria do Apae ou através dos telefones: 3881-9004 e 3811-1310.

O grupo é coordenado por André Moreira, Flávia Fazzio, Jerônimo Figueiredo e Steve Negão. Participa ativamente de diversos eventos culturais na cidade e região, foi contemplado como Ponto de Cultura, através do Ministério da Cultura e Secretaria Municipal de Cultura, sendo o único no Brasil que atende pessoas com deficiência intelectual e múltipla. Participou no ano de 2013 do Festival das APAEs “Nossa Arte” na cidade de Paulínia, conquistando terceiro lugar em duas das três modalidades em que participou.

 

 

Instituição

A Apae de Botucatu, instalada na Rua Dr. João Queiroz Reis nº 278 – Vila Sônia, é uma instituição não-governamental, sem fins lucrativos e atende atualmente 234 pessoas com deficiência intelectual, múltipla e/ou transtorno do espectro do autismo, que necessitam de apoio permanente, efetuando relevantes serviços para seus atendidos nas áreas de Assistência Social, Educação, Saúde e Cultura.

Presta serviços permanentes e totalmente gratuitos, objetivando a defesa de direitos, apoio às famílias e educação, favorecendo a melhoria na qualidade de vida e impulsionando o processo de inclusão escolar, familiar e social de seus atendidos e familiares. O nome Abayomi vem do dialeto africano: nascido para ser feliz; encontro precioso,  e objetiva proporcionar um encontro precioso entre a arte e os atendidos.

O projeto Abayomi  é formado por um grande mosaico de vertentes culturais, enriquecida pelos saberes, tradições e costumes que, transmitidos de geração para geração, tornam-se fatores importantes para que a configuração de uma identidade cultural de cada região seja mantida e valorizada. 

Neste sentido a Apae de Botucatu oferece aos seus atendidos desde 2004 o contato com a música e com a dança para que, além do aprendizado de ritmos e melodias, passos e coreografias, estimule os sentidos, proporcione a harmonia pelo trabalho em conjunto, a disciplina, a memória, uma alfabetização dos sentidos.

Dentre os resultados obtidos durante os anos em que a música e a dança foram incluídas como forma de aprendizado, observou-se o desenvolvimento significativo da condição física e motora, maior interação com a família e, principalmente, o aumento da autoestima, contribuindo para a melhoria de sua qualidade de vida.