Galeria da Pinacoteca de Botucatu será inaugurada

Será inaugurada na próxima sexta-feira (18), às 19h30, a Galeria Fórum das Artes, parte da primeira unidade da Pinacoteca do Estado no interior paulista, de Botucatu. O espaço é um anexo da Pinacoteca, localizado no prédio principal onde funcionava o antigo Fórum, na Avenida Dom Lúcio. As demais instalações continuam em reforma e devem ser finalizadas no 1º semestre de 2015. 

A Galeria Fórum das Artes é o mais novo espaço expositivo do Estado que apresentará obras que integram o acervo do MAC Itajahy Martins e da Pinacoteca do Estado de São Paulo. Para a inauguração do espaço, o público poderá conferir a exposição Impressões e reflexões, que reúne cerca de 60 obras, realizadas por 32 artistas como Aldemir Martins, Arthur Luiz Piza, Itajahy Martins, Livio Abramo, Marcelo Grassmann, Maria Bonomi, Mira Schendel, Oswaldo Goedi, Sergio Finguerman e muitos outros. Realizados entre os anos 1947 e 2014, os trabalhos narram as tendências e percursos, indicando a abrangência e a diversidade da arte no Brasil, desde o modernismo até a produção contemporânea.

Em pleno processo de restauro, o edifício que abrigará a Pinacoteca Botucatu adquire um novo uso e um novo nome, passando a se chamar Fórum das Artes, na perspectiva de abrigar exposições e atividades visando à ampliação do acesso à cultura em toda a região. Ao todo foi investido R$ 11 milhões na execução deste projeto. A verba foi repassada ao Município, que é o responsável pela realização das obras de reforma e adaptação do prédio, que abrigará também o Museu da Arte Contemporânea Itajahy Martins. 

Com a instalação da Pinacoteca de Botucatu, em parceria com a Prefeitura, o Governo do Estado cria um equipamento museológico que proporcionará a ampliação do acesso da população paulista a bens culturais de alta qualidade. A previsão é de que a Pinacoteca seja inaugurada no primeiro semestre de 2015, com a finalização dos projetos executivos de arquitetura, fundação, solo, hidráulica e elétrica, atendendo às normas para acessibilidades e também com a climatização do prédio.

 

Projeto

O prédio do antigo Fórum tem área total construída de 2.878 m², com subsolo, térreo, primeiro e segundo pavimentos. Foi projetado na década de 1920 pelo escritório do arquiteto Ramos de Azevedo – o mesmo que construiu a Pinacoteca do Estado de São Paulo, no Parque da Luz, e o edifício atualmente ocupado pela Estação Pinacoteca, ambos no centro da capital paulista. 

Segundo o projeto proposto, o MAC Itajahy Martins será instalado no térreo do edifício. A tradicional instituição museológica da cidade, hoje localizada no Espaço Cultural, tem cerca de 300 obras de importantes artistas nacionais e internacionais, com grande potencial de dialogar com o acervo da Pinacoteca. Ficarão no térreo também a recepção, bilheteria, café, loja e espaço para atividades educativas.

No primeiro andar ficará a área expositiva da Pinacoteca e mais um espaço educativo. No segundo pavimento será instalada a área administrativa. Já o subsolo do edifício será utilizado como área de serviços internos. 

A Pinacoteca de Botucatu receberá, periodicamente, parte do acervo da Pinacoteca do Estado. A proposta é que o grande salão do júri do primeiro pavimento seja ocupado com uma exposição de longa duração, tendo como tema o panorama da arte brasileira da segunda metade do século XIX até os dias atuais. As salas menores deste andar serão utilizadas para exposições temporárias de fotografia e gravura.

 

Educativo

O projeto de instalação da Pinacoteca de Botucatu inclui a continuidade das ações educativas iniciadas em 2012, em parceria entre Pinacoteca do Estado e o MAC Itajahy Martins. As atividades incluíram a capacitação de professores da rede pública e particular, treinamento de educadores e realização de uma exposição conjunta de gravuras, que recebeu cerca de dois mil estudantes entre agosto e dezembro. 

O projeto teve continuidade em 2013 com o desenvolvimento do projeto + EducAÇÕES  em 3 comunidades de bairros periféricos de Botucatu: Projeto Crescer no Jardim Peabiru, Associação Pérola Negra no Parque Marajoara e Projeto Evoluir no Parque 24 de maio. Estes encontros foram grandes rodas de conversa sobre arte e patrimônio, resultando na Mostra dos talentos das comunidades com atividades artísticas de música, dança, fotografia e teatro.

Com a reforma do antigo Fórum, as atividades educativas poderão se concentrar também sobre a questão do patrimônio histórico e sua preservação. Quando o edifício estiver pronto, a expectativa é de que estas atividades beneficiem as cidades distantes até 100 quilômetros de Botucatu.