Formandos do IECA se encontram 50 anos depois

 

Aquela turma de jovens hoje são profissionais bem sucedidos e a grande maioria optou pela carreira no ramo de engenharia, com raras exceções; muitos não se viam desde a formatura e alguns falecidos foram lembrados

 

Por: Marlene Caminhoto

 

Foi marcado  pela emoção o encontro de um grupo de formandos do curso científico do Instituto de Educação Cardoso de Almeida (IECA), da turma de 1965. Muitos não se viam desde a formatura e o jantar foi  idealizado por Alfredo Pinto da Conceição Neto. Apesar  das rugas e dos cabelos brancos, mantiveram os traços daquela época. Alguns falecidos foram lembrados pela “turma”.

Estiveram no evento com suas esposas, Viciany Eric Fabris, Benevaldo Padovani, Dagoberto Mori, Gustavo Delmanto Neto, Antonio Carlos Batista Franklin de Matos, Edvaldo Troncarelli, Fausto Marçal de Souza, Luiz Antonio Targa, Silvio Spera, Neife Mamud Battistuzzi, Carlos Roberto Rubio, Jose Roberto Leal de Carvalho, Luiz Carlos Casteião, Newton Vilas Boas e o ex-colega de classe Marcos Silveira.

Aquela turma de jovens hoje são profissionais bem sucedidos e a grande maioria optou pela carreira no ramo de engenharia, com raras exceções, como medicina, direito e veterinária. O grupo aproveitou para matar saudades e fizeram uma visita à escola colocando uma placa para marcar a data.