Festival Nacional do Saci promete agitar o Espaço Cultural

O Espaço Cultural “Dr. Antônio Gabriel Marão”, localizado na Avenida Dom Lúcio, 755, região central da cidade, recebe nos dias 21, 22 e 23 de outubro a 11ª edição do Festival Nacional do Saci. A abertura acontecerá no dia 21 (sexta-feira), ? s 19 horas. Nos demais dias as atrações estarão ? disposição do público das 10 ? s 22 horas. O festival é uma realização da Prefeitura de Botucatu, através da Subsecretaria de Turismo.

Entre as atrações estão culinária típica do Saci, jogos interativos, artesanato, apresentações musicais, artísticas e culturais. “Queremos retomar a festa e envolver toda a população. Além disso, todos os bares e restaurantes associados ao Sindicato de Hotéis, Bares e Restaurantes (SINHORES) receberão toucas do saci para usar na semana do festival e toalhas americanas com informações sobre o saci”, esclarece Luciana Alho, assessora de eventos da Subsecretaria.

O subsecretário de Turismo, professor Fredi Vanderlei Pimentel enfoca que o evento além de ser bastante diversificado, promete agitar as crianças da cidade. “O Festival foi idealizado especialmente para elas (crianças), integrando música, dança e teatro”, enumera Pimentel.

Os organizadores do Festival explicam que o personagem folclórico foi escolhido como símbolo do evento porque representa a resistência da infância brasileira. “O Saci é um mito do nosso país, ele muda o imaginário infantil e agrega também uma imagem importante como defensor da floresta”, explica Mônica Simões, uma das idealizadoras do Festival.

Além das atrações artísticas o Saci traz ainda oficinas culturais, orientadas por artistas e monitores, além de uma Mostra de Cinema Infantil, com 18 títulos. As crianças também poderão utilizar computadores disponíveis para jogos e outras atividades lúdicas.

{n}Saci de Botucatu{/n}

O Festival do Saci foi idealizado por um grupo de pessoas que fundaram a Associação Nacional dos Criadores de Sacis. Para esses “criadores” o folclórico personagem do Saci encontrou nas florestas de Botucatu o seu verdadeiro lar.

Imortalizado por esses moradores – que fazem questão de dizer aos visitantes que os criam, o personagem ganhou essa Associação, com sede no município, evidentemente com o intuito de fomentar o folclore. Por causa disso, a cidade passou a ser também conhecida como a Capital Nacional do Saci.

A “presença” do Saci em Botucatu ganhou tal repercussão que foi feito uma reportagem sobre o assunto pela produção da apresentadora Ana Maria Braga, da Rede Globo de Televisão sobre este personagem folclórico vagando pelas matas botucatuenses. Nessa reportagem exibida a nível nacional, muitas pessoas, conhecidas da sociedade botucatuense se manifestaram dizendo-se criadores de Saci.