Festival de Circo reúne 2 mil pessoas em 7 dias

O Festival do Circo fez com que Botucatu  se transformasse num picadeiro, espalhado por diversos cantos, difundindo arte, cultura e práticas circenses, além de muitos risos e emoções, com espetáculos e oficinas para todas as idades e níveis de conhecimento artístico. O Festival foi uma realização da Prefeitura de Botucatu, através da Secretaria de Cultura, do Circutuca e com apoio de empresas parceiras.

As Oficinas e Diálogos abertos do Festival abrangeram atividades como Malabarismo, Palhaçaria, Movimentos Aéreos, Mágica e Acrobalance, atendendo mais de 250 pessoas interessadas em conhecer, treinar e desenvolver suas habilidades corporais e artísticas. Nos 7 dias de evento o Festival atraiu cerca de 2 mil pessoas.

“A participação do público em nossas Oficinas foi surpreendente. Acredito que mostra o quanto a população abraçou o Festival de Circo e o quanto é preciso investir mais em Cultura. Com turmas extras e lista de espera. Graças também aos nossos oficineiros, conseguimos integrar mais pessoas às aulas do que o planejado inicialmente”, afirma Mimi Tortorella, membro do Circutuca.

Mimi também ressalta que diversos dos artistas que deram suas oficinas ou se apresentaram no Festival de Circo de Botucatu 2015, são botucatuenses. “Nós tivemos a Ita Murbach, que atualmente mora em Londrina, mas ofereceu oficinas de acrobalance; a Marina Lino, que hoje estuda no Rio de Janeiro, com turmas de Tecido Acrobático foi um sucesso; além da Marília Coelho, Guilherme Gasperine e Willian Novak, que através do Circutuca, trabalharam e se apresentaram no Festival”, comentou.

“O retorno que este Festival nos proporcionou, principalmente para nós do Circutuca, foi extremamente positivo. Desde o inicio da organização do evento, nos preocupamos em trazer espetáculos de qualidade, mas que de qualquer forma desconhecidos do público em geral, que não tem muito contato com o Circo”, explica Fernando Vasques, também do Circutuca.

Destaque para as apresentações do Tem Palhaç@s na Cuesta, gratuitas e ao ar livre, que ocorreram na Praça Rubião Junior. “Foram três dias com espetáculos de palhaç@s na praça. a cada dia o Respeitável Público só crescia. E nos espetáculos em ambiente fechado, como no Teatro Municipal, Casa da Juventude e Mirante das Artes, sempre tivemos casa cheia”, frisa o palhaço-produtor.

Durante o Festival, o secretário municipal de Cultura, Osni Ribeiro, esteve presente em algumas atividades e aprovou o formato do evento e o envolvimento com o público. “Acredito que o Poder Público não deve centralizar todas as ações, a Secretaria de Cultura foi parceira do evento, pois sabemos da importância de colaborar com a realização de grupos e movimentos artísticos de Botucatu. Sem dúvida, este Festival de Circo é um grande evento para a Cidade e mostra a força do movimento circense local”, completou o secretário.