FCA visita áreas de produção de hortaliças nos EUA‏

Por iniciativa do Programa de Pós-Graduação em Horticultura, da Faculdade de Ciências Agronômicas da Unesp, câmpus de Botucatu, um grupo integrado pelos professores Norberto da Silva, Marcelo Agenor Pavan e Rumy Goto e pelos alunos das disciplinas de Doenças de Hortaliças Folhas e Flores, Monica Bartira da Silva, João Paulo Calore Nardini, Camila Pescatori Jacon, Thais Botamede Spadoni e Luiz Felipe Guedes Baldini, esteve visitando as área produtoras de hortaliças no estado da Califórnia, nos Estados Unidos, de 25 a 30 de maio,  com apoio da Pró Reitoria de Pós-Graduação da Unesp. 

O objetivo da viagem foi conhecer a produção empresarial de hortaliças, principalmente folhosas e flores, tais como: alface americana, romana, espinafre, couve, couve flor, couve brócole, alcachofra, bem como de hortaliças bulbos, como alho e cebola e também hortaliças fruto, como tomate industria, morango, framboesa, cultivados em campo aberto, numa região onde a precipitação não chega 30mm ao ano. 

A visita foi organizada pela empresa AgroTravel, especializada em organizar esse tipo de eventos. Além de propriedades rurais, o grupo visitou a Califórnia State University-Fresno e também a University of California-Davis, pensando em viabilizar o intercâmbio para alunos de pós-graduação.

 

Roteiro

A primeira fazenda visitada foi a Borba Farms, produtora de alho, cebola, alface, tomate indústria, localizada na cidade de Huron, onde o grupo foi recebido pelo proprietário, Mark Borba. Em seguida o grupo conheceu a Fazenda Thomson International (www.thomsoninternational.net), que tem como principais produtos cebola, melancia, pimenta, repolho, couve, entre outros.

Outra fazenda visitada foi a  Fazenda Merrill Farms (www.merrillfarms.com), com cerca de 2450 hectares, grande produtor de alface americana, romana e manteiga, brócolis, cebola e salsão, além de pequenas frutas como framboesa e morango. Na sequencia, os brasileiros estiveram na Fazenda Tanimura & Antle (www.taproduce.com) conferindo as produções de alface americana, romana e baby leafs, além de brócoli, cebola, couve-flor, cenoura, couve, etc., cultivadas em 6.800 hectares.

A última fazenda visitada foi a Rava Ranches (http://ravaranches.com), grande produtor de alface, espinafre, couve e baby learf e alho, com aproximadamente 17000 hectares.

“As visitas foram excelentes para conferirmos todos os estágios de produção: semeadura, manejo da água, com fitas gotejadoras enterradas a profundidades de acordo com a cultura, seja tomate, alho, alface, etc”, avaliou a professora Rumy Goto. “Conferimos também a colheita maciça de alface, feita manualmente, onde a produção sai do campo já em caixas embaladas, prontas para seguir ou para um central de distribuição ou diretamente para o mercado consumidor em grandes redes de supermercados”.

Além das fazendas, o grupo visitou uma empresa produtora e processadora de hortaliças, a Taylor Farms (www.taylorfarms.com) que coloca diariamente no mercado 36 caminhões de 20 toneladas. De acordo com os professores, a viagem técnica teve saldo positivo, pois incentivou proporcionou a alunos e docentes a oportunidade de conhecer melhor a realidade do mundo tecnificado/empresarial da produção de hortaliças.

Para a professora Rumy Goto atividades desse tipo deveriam ser incentivadas pela própria Universidade. “Uma visita nesse formato desperta mais os alunos, que conseguem enxergar melhor alguns aspectos que muitas vezes eles desconhecem. Dessa forma, eles têm a capacidade de absorver muito mais informações sobre as culturas, o manejo, etc., fazendo parte dessa Internacionalização que tanto a Unesp busca”, observa. “Internacionalização não é só ir atrás de “paper” e sim ver “in loco” e poder conversar com os produtores e professores, para ampliar os horizontes não só em termos de pesquisa, mas para podermos levar tecnologias para os produtores daqui, que são os principais autores da nossa existência como profissionais da produção de alimentos”. 

 Fonte: Assessoria de Imprensa