Exposição “+EducAÇÕES” chega ao salão do MAC

Fotos: Valéria Cuter

O secretário estadual de Cultura, Marcelo Mattos Araújo, entre outras autoridades municipais esteve presente na abertura oficial da exposição “+EducAÇÕES”: Arte e Patrimônio”, promovido pela Pinacoteca no Museu de Arte Contemporânea (MAC) Itajahy Martins, que fica na Avenida Dom Lúcio, 755, região central da Cidade. A mostra ficará a disposição da população até 16 de dezembro.

Secretário enfatizou que o evento complementa o projeto “+EducAÇÕES”, iniciado em maio deste ano. “Ele compreende atividades direcionadas ? formação de educadores, voltadas para a consolidação da vinda da primeira Pinacoteca estadual do interior que será instalada em Botucatu”, disse Araújo lembrando que e exposição será apresentada em dois eixos.

No primeiro, caracterizado por “arte”, poderão ser vistas 18 gravuras dos acervos da Pinacoteca do Estado de São Paulo e do MAC. Realizadas entre os anos 1970 e 2000, as obras estabelecem um diálogo entre as duas instituições que possuem trabalhos de importantes gravadores brasileiros, com produções figurativas e abstratas.

Entre os artistas apresentados estão: Maria Bonomi, Marcelo Grassmann, Aldemir Martins, João Rossi, Itajahy Martins e Odeto Guersoni. Integra também a exposição uma reprodução de uma das obras mais emblemáticas do acervo da Pinacoteca, o estudo do “Caipira picando fumo”, de Almeida Junior.

Já no eixo “patrimônio” serão exibidas fotografias de várias épocas da cidade de Botucatu, tendo como foco a imagem do antigo Fórum da Cidade. “Esta proposta educativa e interativa oferece para cada visitante a possibilidade de agregar imagens de seu acervo pessoal ao conjunto e, assim, contribuir com a construção de um acervo de memórias coletivas”, colocou o coordenador das ações da Pinacoteca, Auber Bettivelli, enfocando que “se trata de um grande mosaico de memórias e histórias que entrelaçam o passado e o presente dos botucatuenses, fomentando a reflexão sobre o patrimônio local e suas diferentes manifestações”.

Segundo a assessora de patrimônio da Secretaria Municipal de Cultura, Claudia Basseto, a exposição possibilitará aos professores aplicarem os conhecimentos apreendidos no projeto “+EducAÇÕES” com seus alunos. “Os educadores terão a oportunidade de levar as crianças para visitar as obras de arte, numa atividade que compreende cultua e história. Além disso, será distribuído um material pedagógico para alunos e professores”, explica.

{n}Estágio{/n}

A Pinacoteca do Estado de São Paulo oferece uma vaga de estágio para o período da exposição “+educAÇÕES: Arte e Patrimônio” que acontecerá no MAC Itajahy Martins. Outras três vagas já foram preenchidas e os estudantes se encontram em fase de treinamento.

Os interessados deverão estar matriculados em um dos seguintes cursos: Artes Visuais, Pedagogia, História, Ciências Sociais, Letras ou Publicidade e Propaganda. Um dos requisitos principais do estagiário é ter boa comunicação, pois dentre as atividades estão o atendimento ao público em geral, visitas educativas com público espontâneo, grupos de escolas, universidades, projetos sociais, entre outros.

O horário de trabalho será de terça a sexta-feira, das 13 ? s 17 horas. Nos finais de semana a atividade será das 12 ? s 17 horas. O estagiário receberá uma bolsa-auxílio de R$ 350,00 e auxílio-transporte de R$ 50,00.
O candidato deverá enviar, até o dia 16 de agosto, currículo para os seguintes e-mails: mzarattini@pinacoteca.org.br ou macbtu@botucatu.sp.gov.br. A seleção acontece no dia 17 de agosto e o treinamento nos dias 23, 24 e 27 deste mesmo mês.

{n}Pinacoteca em Botucatu {/n}

Em 2011 foi anunciada, pelo governador Geraldo Alckmin, a vinda da primeira Pinacoteca estadual do interior para Botucatu. O projeto faz parte de uma iniciativa da Secretaria da Cultura que visa distribuir o acervo da unidade de São Paulo por polos em diferentes regiões do Estado.

O prédio escolhido para sediar a primeira pinacoteca do interior paulista é a sede do antigo fórum de Botucatu. O edifício histórico, uma obra do escritório de Ramos de Azevedo, será cedido ao Município que se encarregará das reformas.