Escolas de samba debatem o carnaval 2014

Foto: Quico Cuter

Na manhã desta terça-feira (18) um debate realizado na Rádio Emissora PRF-8, mediado pelo apresentador Waldir Duarte, reuniu as três escolas de samba de Botucatu (Gente Unida de Vila Maria, Estopim da Fiel e Acadêmicos do Beira Rio), com seus respectivos presidentes: Jairinho Andrade, André Carmoni e Domingos Crispin. Também esteve presente o secretário de Cultura Osni Ribeiro e outros carnavalescos das escolas.

O principal assunto debatido foi relacionado ao resgate dos grandes carnavais de Botucatu que nos anos 80/90, era referência na região. Cada participante pode colocar sua opinião com o intuito de vislumbrar o crescimento da festa de Momo e a criação da Associação Botucatu Carnavalesca (ABC), visando atividades para o ano de 2014.

Serão dois dias de desfiles (2 e 4 de março, respectivamente, sempre a partir das 20h30), na Rua Amando de Barros. A Gente Unida de Vila Maria irá se apresentar trazendo o enredo “Minha gente nosso samba é isso aí”, que relembra a essência dos velhos carnavais. Os corintianos da Estopim da Fiel, vão trazer um tema bastante atual: “Copa do Mundo é nossa – Arena Corinthians”. Já a “caçula” do carnaval 2014, Acadêmicos do Beira Rio, defenderá um samba saudosista com o tema: “Saudades de Airton Senna”.

Além dos desfiles das escolas, haverá a apresentação de blocos carnavalescos e as inscrições para os interessados podem ser feitas na Secretaria de Cultura, no prédio do Teatro Municipal, em frente a Praça do Paratodos, que no dia 2 a partir das 17 horas contará com o grupo Mão no Samba. Desfile de blocos também acontece em Cesar Neto (dia 1º de março), Bairro da Mina (1,2 e 3 de março) e Rio Bonito Campo e Náutica (1, 2 e 3 de março).

“Além de um suporte financeiro, a Prefeitura estará dando a estrutura necessária para que as escolas possam desenvolver o carnaval da melhor maneira possível e será parceira na criação dessa Associação e nos eventos, com o propósito de melhorar o carnaval de rua de nossa Cidade”, disse o secretário Osni Ribeiro.

Após o debate na F-8, os diretores realizaram uma reunião com o secretário de Cultura, para delinear as diretrizes do carnaval, definindo os direitos e deveres atribuídos ? s escolas, número mínimo de passistas e ritmistas, assim como carros alegóricos, local da largada e dispersão, tempo do desfile, entre outras.