Escola participa da 7ª Mostra Nacional de Foguetes

Alunos  ficaram com o vice-campeonato trazendo na bagagem certificados, troféu e muito aprendizado com vários palestrantes, entre eles o astronauta brasileiro Marcos Pontes

 

A 7ª Mostra de foguetes ocorreu entre os dias 26 a 29 de outubro, na cidade Barra do Piraí, no Rio de Janeiro, que teve quase 2 mil inscrições, e a escola EE “Professora  Maria Aparecida Justo Salvador”, de Pratania, foi selecionada e convidada entre as 103 equipes de todo o território nacional a participar desse grande evento, organizado pela 9ª Mostra Brasileira de Foguetes.

Desde Maio deste ano a escola vem mobilizando os alunos para participar da Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA) e da Mostra Brasileira de Foguetes (MOFOG). Projeto desenvolvido e organizado pelo professor Alessandro Antonio de Campos da disciplina de Geografia que vêm conseguindo excelentes resultados, no total de 32 medalhas, sendo 15 medalhas na Olimpíada (OBA) e 17 na Mostra de Foguetes (MOFOG), tivemos um recorde de inscrições com 200 alunos na Olimpíada (OBA) e 142 alunos na MOFOG.

Os alunos selecionados foram Maicon Eduardo Miraglia, Juliano Correa Carlos, Douglas Henrique dos Santos da Silva, Marcos Vinicius dos Santos Leal e Fábio Francisco da Cunha, ambos do 3º Ano do Ensino Médio. A intenção dessa competição é avaliar a capacidade dos jovens de construir e lançar foguetes o mais longe possível, onde esses são feitos de garrafa pet movido a vinagre e bicarbonato de sódio.

Para a Mostra feita em Barra do Piraí/RJ a escola foi representada pelos alunos Maicon Miraglia e Juliano Correa Carlos e pelo professor Alessandro Antonio de Campos juntamente com o professor coordenador Adnilson Leite. Como resultado a escola ficou com o vice-campeonato, trazendo na bagagem certificados, troféu e muito aprendizado com vários palestrantes, entre eles o astronauta brasileiro Marcos Pontes.

“Agradecemos aos alunos participantes desde o início do projeto na escola, a equipe gestora, professores e padrinhos que fizeram desse sonho realidade.”, colocou a dirigente regional de Ensino,  Rosilene Aparecida Palugan Vargas, completando com uma frase de Raul Seixas: “Um sonho que se sonha só, é só um sonho que se sonha só, mas sonho que se sonha junto é realidade”.