Dom Antônio Maria Mucciolo lança livro autobiográfico

Na noite de terça-feira (20), o Arcebispo Emérito de Botucatu Dom Antônio Maria Mucciolo, lançou na sede do Clube Brasil Itália o seu livro autobiográfico. Intitulado “Lembranças da Minha Vida”. Um grande número de pessoas esteve presente para prestigiar o evento e levar o abraço ao religioso.

No livro, Mucciolo narra dados importantes de sua vida, desde seu nascimento na cidade de Castel San Lorenzo, na Itália em 1º de maio de 1923 e sua chegada ao Brasil com apenas um ano de idade se fixando na Cidade de São Paulo e, posteriormente, em Sorocaba.

Vocacionado, matriculou-se no Seminário São José de Botucatu em 02 de fevereiro de 1937, ordenando-se padre em 04 de novembro de 1949, por Dom José Carlos de Aguirre na Capela do Seminário São Carlos Borromeu.

Nomeado Bispo de Barretos em 26 de maio de 1977 e sagrado em 15 de agosto de 1977 na Catedral de Sorocaba pelo Núncio apostólico Dom Carmine Rocco. A posse em Barretos foi em 03 de setembro de 1977. Em 28 de junho de 1989 foi nomeado Arcebispo de Botucatu, tomando posse em 09 de setembro de 1989, no lugar de Dom Vicente Marchetti Zioni.

Como comandante máximo da Arquidiocese de Botucatu, Dom Mucciolo, entre outras coisas, criou várias paróquias, ordenou dezenas de sacerdotes, construiu uma grande casa para os sacerdotes idosos denominada “Casa Cura D’Ar” e colocou no ar a Rede Vida de Televisão, que é assistida por milhões de brasileiros em todo território nacional, permanecendo como presidente até os dias de hoje. Com a televisão deu impulso aos meios de Comunicação social e a Pastoral Vocacional.

Desmembrou a Arquidiocese de Botucatu criando a nova diocese de Ourinhos em 30 de dezembro de 1998. Em razão da idade, renunciou em 07 de junho de 2000, assumindo em seu lugar, Aloysio Leal Penna, nomeado novo arcebispo pelo Papa Bento XVI, em 19 de novembro de 2008. Este deixou o governo da Arquidiocese no dia 15 de fevereiro de 2009 quando assumiu Dom Maurício Grotto de Camargo, como novo Arcebispo da Arquidiocese.

Fotos: Quico Cuter