Desfile das escolas de samba campeãs atrai grande público

Na noite desta terça-feira (8), as escolas de samba de Botucatu, a exceção da Estopim da Fiel, realizaram o encerramento do carnaval de 2011, com o desfile das escolas campeãs. Três escolas que ficaram, respectivamente, em 1º, 2º e 4º lugares se apresentaram na Rua Amando de Barros. O público presente foi ainda maior do que aquele de domingo quando as escolas disputavam o título de 2011.

A primeira escola a desfilar foi Escola de Samba Combinados do Santa Elisa, que mostrou muita animação, com seus 150 componentes. A escola que desfilou pela primeira vez, promete um carnaval mais animado para o ano que vem, garantindo que vai brigar pelo título.

Em seguida veio a Demétria, com suas cores tradicionais azul e laranja, defendendo na passarela do samba o enredo: Miscigenação – dos continentes ? Demétria. Com cerca de 200 componentes, divididos em seis alas, a escola desenvolveu o tema, retratando a vinda de imigrantes de diversos continentes.

Fechando os desfiles de 2011, a campeã do carnaval de 2011, Gente Unida de Vila Maria, com suas cores amarelo e branco mostrou porque foi escolhida pelo Corpo de Jurados como a melhor escola de 2011, vencendo todos os quesitos que estavam em disputa.

A escola levou para a passarela 350 passistas, divididos em 11 alas, com três carros alegóricos retratando aspectos da Vila Maria, um dos bairros mais tradicionais de Botucatu homenageando o cantor e compositor José Marcos Cardia; a pérola negra Cecília “Peroba” André e Jairo Luiz de Andrade, o “Jairão”.

O presidente Jairinho Andrade, dividiu a vitória com todos os integrantes da escola e com a comunidade da Vila Maria. “O título é de todos, mesmo daqueles que não desfilaram, mas que sempre prestigiaram a escola durante os ensaios. Quero agradecer cada membro da escola, que nos deram a alegria desse título do carnaval em Botucatu”, comemorou Jairinho. “E quero aproveitar para parabenizar todas as escolas que estiveram competindo. Quem ganhou com isso foi o carnaval de Botucatu”, acrescentou, sem querer comentar a ausência da Estopim no desfile.

No encerramento do desfile, o presidente da Liga das Escolas de Samba de Botucatu (LIESB), Paulo Marcelo Sanches Garcia, o Vavá, ressaltou que apesar de algumas falhas, os desfiles das escolas de samba e blocos foram positivos. Ele garante que este foi o primeiro carnaval, após a fundação da LIESB.

“Vamos reunir a diretoria e fazer um levantamento geral de tudo que aconteceu, aproveitar as coisas positivas e eliminar as negativas, visando o carnaval 2012. Vamos, também sentar-mos com a subsecretaria de Turismo e representantes das escolas de samba e blocos da cidade para fazer um diagnóstico desse carnaval e corrigir as falhas”, salientou Vavá.

Satisfeito com a performance das escolas, o subsecretário do Turismo, professor Fredi Vanderlei Pimentel, enfocou que as escolas de samba e blocos fizeram um bom carnaval que tem tudo para melhorar. “Botucatu já foi, nos anos 90, uma referência no carnaval de rua da região. Quem sabe a volta das escolas de samba, não seja o ponto inicial para alavancar os desfiles de rua da cidade e fazer com que Botucatu volte a ser essa referência no carnaval. O primeiro passo para isso acontecer foi dado”, disse Pimentel.

{n}Resultado contestado{/n}

A grande ausente do último dia do carnaval de rua foi a Escola de Samba Estopim da Fiel, que se recusou a desfilar, em razão de não concordar com a decisão do Corpo de Jurados que deram vitória da Vila Maria em todos os quesitos. O presidente da escola, André Carmoni revelou que a escola perdeu a motivação.

“Entendo que fizemos um grande carnaval e merecíamos um resultado melhor. Nossa comissão de frente estava muito bonita com coreografia ensaiada e não teve as notas que a gente esperava. Outro ponto foi com relação as notas que recebeu nossa rainha de bateria. Ela foi escolhida Rainha do Carnaval de 2011, mas no desfile, os jurados deram notas muito abaixo do que ela merecia. A bateria também foi injustiçada. Então, a nosso ver, algumas notas dadas pelos jurados não representaram aquilo que apresentamos na rua. Por tudo isso os integrantes da nossa escola não tinham disposição, nem motivação para desfilar”, justificou Carmoni.

Ele aceitou perder 12 pontos em razão da escola ultrapassar o limite de tempo permitido, mas no seu entender a escola campeã também deveria ser punida. “No regulamento diz que nenhuma escola poderia usar carro motorizado como alegoria e a Vila Maria tinha um jipe. Então, aceito a penalização que a nossa escola recebeu, mas entendo que a Vila Maria deveria ser punida, também. Estamos decidindo se iremos tomar alguma atitude jurídica sobre isso”, colocou o presidente da Estopim. Neste aspecto do veículo a Unidos da Demétria também contestou, assim como as notas dadas para a rainha de bateria.

Sobre o jipe enfeitado usado como carro alegórico, o presidente da Vila Maria, Jairinho Andrade foi taxativo. “O veículo estava em ponto morto e sendo empurrado. Então, não infringimos o regulamento. Se ganhamos todos os quesitos que estavam em disputa, foi porque os jurados entenderam que nossa escola foi melhor. Para cada quesito foram escolhidos dois jurados e essa escolha coube a subsecretaria de Turismo e LIESB. Mas, isso é comum, pois quem perde reclama e quem ganha comemora”, comparou Jairinho.

{n}Carnaval sem julgamento{/n}

Diversos jornalistas, que faziam a cobertura do desfile acompanharam o pronunciamento do diretor da Escola de Samba da Demétria, Ricardo Galitesi, que pediu a parada da bateria e leu uma mensagem, dando a sugestão da escola para o carnaval de 2012.

“A Unidos da Demétria, vice campeã do carnaval de 2011, neste momento, vem deixar uma contribuição para ‘fortalecer’ o Carnaval de Botucatu. Propomos para 2012, um desfile de carnaval participativo, não vinculado a avaliação de notas e julgamentos. A competição incita diferenças e até rivalidades. Carnaval é alegria! Carnaval é liberdade!”

{n}Os quesitos {/n}

Vale lembrar que foram julgados os quesitos: comissão de frente, bateria, samba, enredo, mestre sala e porta bandeira, fantasia, harmonia e rainha da bateria (desempate). Cada quesito teve dois jurados que deram notas de 5 a 10 e valia de R$ 800 (oitocentos reais) em material para o carnaval de 2012.

Pelo regulamento as escolas tiveram o tempo mínimo de 40 minutos para permanecer desfilando e 55 minutos para finalizar o desfile, que se iniciou em frente ? Relojoaria do Dito e terminou em frente a Padaria Pessim. Para cada quesito a organização convidou dois jurados.

{bimg:19454:alt=interna1:bimg}
{bimg:19455:alt=interna2:bimg}
{bimg:19456:alt=interna3:bimg}