Danilo Gentili leva grande público ao Teatro Municipal

O humorista Danilo Gentili lotou o Teatro Municipal “Camilo Fernandes Dinucci” este final de semana trazendo para o palco o seu show stand-up. Depois de se apresentar em diferentes cidades brasileiras, o artista trouxe sua irreverência a Botucatu num espetáculo que teve duração de 70 minutos. A produção local foi de Graça Mota e Thony Piassa.

Esse show de Gentili já fez sucesso em diferentes regiões brasileiras e ele consolidou seu nome no humorismo como o “Repórter Inexperiente” do Programa CQC (Custe o que Custar) da Rede Bandeirantes e este é o primeiro trabalho solo do comediante. Sucesso de público e crítica por onde passa, Danilo esbanja um talento nato para fazer a platéia dar altas gargalhadas.

Com uma visão crítica e bem humorada dos acontecimentos, constrói seu show em cima da vida comum. Frustrações pessoais, relacionamentos, política, atualidades, fatos inusitados, tudo vira matéria-prima para seus textos engraçados, inteligentes e questionadores. O público botucatuense percebeu que o espetáculo trata de uma conversa sincera entra ator e platéia, como se eles estivessem acabado de se conhecer, o que, no caso, não deixa de ser verdade.

O stand-up é um formato de pocket show que se consagrou nos Estados Unidos e que hoje faz rir as platéias de teatros, bares, casas noturnas e cafés-concertos, espalhados por todo mundo e que ganha cada vez mais força no Brasil.

Com um estilo de humor muito cultuado, os espetáculos são leves, ágeis, centrados na capacidade de observação, na inteligência do texto e na habilidade de fazer rir. Uma experiência que se modifica a cada apresentação, incluindo sempre novos textos, novas sacadas, novas oportunidades de dar uma boa gargalhada.

Dialogar com o público de maneira irreverente, costurando assuntos com descontração, sempre seguindo os moldes de stand-up, o estilo que privilegia o humorista de cara limpa. O artista precisa, apenas, de um microfone, um foco de luz e de seu texto. Um material (é assim que os praticantes desse gênero de espetáculo se referem ao texto) escrito pelo próprio comediante, onde ele explora os aspectos mais inusitados e, é claro, engraçados da vida.

Fotos: Valéria Cuter