Confira a agenda de junho do Teatro Municipal

?

teatro municipalNo mês de junho Botucatu recebe no Teatro Municipal – “Camillo Fernandez Dinucci” diversas atrações artísticas voltadas a toda população botucatuense. Entre elas estão apresentações de concerto, peças, dança e música.

A bilheteria do Teatro Municipal funciona de terça a sexta-feira, das 13 ? s 19 horas, e aos sábados, das 13 ? s 17 horas, somente quando há eventos no fim de semana. Aos domingos, feriados e pontos facultativos a bilheteria é aberta duas horas antes do espetáculo.

Confira a programação:

Dia: 11 (sábado)

Bossa Convida – Elas cantam Elis Regina

Horário: 20h30

Ingressos: R$ 10 (estudantes, idosos e professores) e R$20 (inteira)

Promoção: Na compra de uma entrada inteira, o interessado leva grátis um ingresso para o Bossa Convida Kids que será no dia 4 de junho no Cine Teatro Nelli, parte da renda será revertida para a Creche Anglicana.

Classificação: Livre

Dia: 12 (domingo)

Peça – Bem Vindo Estranho, com a atriz Regina Duarte

Horário: 19 horas

Ingressos: R$ 40 (estudantes, idosos e professores), R$60 (clientes da Unimed e Uniodonto) R$80(inteira)

Classificação: 14 anos

Sinopse:

“Bem vindo estranho” espetáculo, situado em Londres, retrata a conturbada relação de Jaki e Elaine, mãe e filha de classe trabalhadora, interpretadas por Regina Duarte e Mariana Loureiro.

A dinâmica do espetáculo é ditada pela alternância de afeto e calor humano genuínos com a maquiavélica e implacável manipulação ? qual Jaki submete a filha, uma jovem advogada.

O cotidiano das duas se complica ? medida que Elaine obtém a absolvição de Joseph (Kiko Bertholini), acusado de ter assassinado a namorada e, apaixonada por ele, o traz para viver no claustrofóbico apartamento que divide com a mãe.

Momentos de drama intenso e absorvente se alternam com pitadas de leveza, humor e sensualidade. Em paralelo, ficam claros os jogos intrínsecos ? s relações humanas. Até que ponto receber um estranho em casa pode abalar uma relação de confiança?

Jaki (Regina Duarte) e sua filha Elaine (Mariana Loureiro), vivem ? s turras num claustrofóbico apartamento em Londres. Com a chegada de Joseph (Kiko Bertholini), o misterioso namorado de Elaine, a atmosfera de suspense entra em erupção num conflito de desejos incontroláveis cujas consequências são devastadoras.

Dia: 18 (sábado)

Academia Sueli apresenta Tributo a Chopin & Diverssiment.

Sessões ? s 17h30 e 20 horas

Ingressos: Venda exclusiva na Academia Sueli

Classificação: Livre

Sinopse:

A apresentação conta com bailarinas formadas em Ballet Clássico pela Academia Sueli e com música ao vivo no piano. Chopin tem uma obra vasta na música e uma influência grande na Dança visto obras como Les Sylphides. Neste Ballet, a coreógrafa e produtora artística Natalia Barros, através de colaborações de seus bailarinos trás uma obra que busca contrastar estados de ânimo e dinâmicas. O Espetáculo é livre e indicado para todos que são apreciadores da arte em geral.

Elenco formado por bailarinos e professores a Academia Sueli. Com duração, aproximadamente, de 1 hora. Música e Dança buscando o equilíbrio entre as pontas dos pés e os dedos no piano.

Este é o 45º Espetáculo de Dança da Academia Sueli, que tem em seu repertório ballets como O Lago dos Cisnes, A Bela Adormecida, O Quebra-Nozes, A Filha do Faraó, La Bayadère, muitos Grands Diverssiments de Ballets de Repertório, e apresentações com temas infantis como O Circo Chegou, Uma viagem a terra do Bom Velhinho, A Fantástica Fábrica de Chocolates, Alice no país das maravilhas, Alladin, Branca de Neve e os 7 anões, Peter Pan, entre muitos outros.

Dia: 20 (Segunda-feira)

Concerto da Orquestra Sinfônica Municipal de Botucatu (OSMB)

Regência do maestro Fernando Ortiz de Villate

Horário: 20h30

* Para a apresentação gratuita não será necessária ? retirada de ingressos antecipados. O Teatro Municipal conta com 518 lugares.

Classificação: Livre

Sinopse:

A Orquestra Sinfônica Municipal de Botucatu (OSMB) originou-se no ideal de dois músicos botucatuenses: José Antônio M. de Marchi e Celso W.Cardoso. Estudantes do conservatório Carlos de Campos, em Tatuí (SP), eles vislumbraram a possibilidade de criar um conjunto musical em Botucatu.?

Os primeiros ensaios tiveram início em outubro de 1986. A estreia aconteceu em 21 de dezembro do mesmo ano, durante o Festival de Natal no salão social do Botucatu Tênis Clube (BTC). Nomes como o do senhor Progresso Garcia, entusiasta atuante na Câmara, ajudaram que oito meses depois fosse assinada a Lei Municipal que deu criação ? Orquestra Sinfônica Municipal de Botucatu.

Desde o início, a OSMB teve vida intensa. Realiza concertos em Botucatu e em toda a região do Centro-Oeste paulista, participando diversas vezes do Festival de Inverno de Campos do Jordão, Festival de Música de Londrina e do programa “Viola Minha Viola”, da Rede Cultura de Televisão. Também se apresentou na melhor sala de concertos brasileira: a Sala São Paulo.

Dia: 24 (Sexta-feira)

The Village People – Tribute Show

Horário: 20h30

Ingressos: R$ 30 (estudantes, idosos e professores), R$40 (clientes da Unimed e Uniodonto) R$60 (inteira)

Classificação: 10 anos

Sinopse:

Village People, um grupo reconhecido mundialmente, surgido em boates nos Estados Unidos, foi criado em 1976, pelos produtores Jacques Morali e Henri Belolo.

Com figurinos luxuosíssimos, o espetáculo entra em turnê pelo Brasil, nos principais e mais importantes teatros, além dos 6 vocalistas o show Tribute conta com uma banda e cenário.

O nome originou-se de Nova Iorque na época, o Greenwich Village, e a banda ficou conhecida por apresentar-se com fantasias que evocavam símbolos de “masculinidade”: um policial, um índio norte-americano, um cowboy, um operário, um soldado e um motociclista.

O hit Macho Man, de 1978, e seu videoclipe ? época, onde aparecem vestidos como tipos “másculos”, é um exemplo.

Impossível falar do Village People e não lembrar dos principais sucessos do grupo, como: “San Francisco”, “Macho Man”, “YMCA”, “In The Navy”, “Go West” e vários outras músicas que alcançaram êxito.

No espetáculo “The Village People – Tribute Show” o público vai ao delírio com a oportunidade de dançar e cantar músicas do grupo, que foram e são sucesso até hoje.

O grupo carioca com direção geral de Jair Paes Leme, formado pelos cantores: Michel Maluff (policial), Johnny Wallace (índio norte-americano), Diego Fonseca (cowboy), Rhuan Santos (operário), Elvecio Martins (soldado) e Bo Anders (motociclista).

Dia: 25 (Sábado)

Liniker e os Caramelows apresentam CRU – Circuito Cultural Paulista

Horário: 20h30

Entrada gratuita

*A retirada dos ingressos será feita a partir do dia 15 de junho na bilheteria do Teatro. O ingresso pode ser trocado por um pacote de fralda infantil, de qualquer tamanho, que será encaminhado para o Fundo Social de Solidariedade do Município. A mesma ação solidária foi realizada anteriormente em outras apresentações no Teatro.

Classificação: Livre

Sinopse:

Liniker é um projeto musical que conecta a blackmusic ? música contemporânea brasileira, com composições autorais em português que trazem como tema central as relações e o amor.

Com arranjos que mostram uma guitarra funkeada, baixo e bateria swingados e os sopros sempre presentes, o show tem o intuito de fazer o público dançar e cantar junto, além de uma pitada única de uma brasilidade cheia de cor e um groove transcendente e cheio de referências.

Serviço:

Teatro Camillo Fernandez Dinucci

Praça Coronel Moura, nº27 – Centro

Telefone: (14)3882-9004

(Ass. de Imprensa da Prefeitura)