Cinema 4D visa a preservação do Meio Ambiente

 “Atualmente muito se fala sobre sustentabilidade e preservação do meio ambiente, mas o primeiro passo para sair da utopia deste tema é a conscientização de cada cidadão sobre o impacto das ações humanas no ambiente”.

Que faz essa declaração é Luciana Pedron, diretora da NOD3 que iniciou o Projeto Educação Ambiental Cinema 4D tratando do tema água desenvolvendo o filme “Mundo das Águas” focando nos impactos da poluição no sistema fluvial. 

O “Mundo das Águas” conta a história do peixe Guga que convida o espectador a visitar a casa dele no fundo do rio, mas ao chegar ao local, o personagem percebe que seu habitat foi invadido por garrafas plásticas, cerâmicas, pneus, entre outros tipos de lixos.

O curta-metragem com aproximadamente 7 minutos de duração envolve o espectador com a tecnologia audiovisual 4D, ou seja, permite que a pessoa se transporte para o cenário em que se passa a história e sinta a problemática abordada pelo filme.

“Tornar esse projeto uma realidade, em cada município, é promover satisfação e orgulho da população em relação à sua cidade, formando cidadãos proativos, engajados coletivamente na busca por soluções eficientes ao equilíbrio e à preservação de áreas de importante valor ambiental, muito em função do despertar do sentimento de pertencimento à sua cidade e pelo compromisso conjunto de atribuir mais qualidade de vida ao lugar em que vive”, frisa Luciana.

Segundo ela o “Mundo das Águas” é apenas o início de um trabalho vasto de conscientização do Projeto Educação Ambiental Cinema 4D. Com diferentes linguagens pretende-se alcançar diversos tipos de públicos  “O filme será oferecido para os cidadãos de diversos municípios do país em parceria com as Secretarias do Meio Ambiente ou até mesmo pela iniciativa ambiental das empresas privadas”, conclui Luciana.