Cia. Mungunzá de Teatro leva mais de 480 pessoas ? casa da juventude

A Casa da Juventude – “Professor Vinício Aloise”, localizada na antiga estação ferroviária de Botucatu, foi palco nos dias 4, 5 e 6 deste mês de quatro apresentações da Cia. Mungunzá de Teatro. As apresentações reuniram em média um público de 120 pessoas por peça.

As atividades gratuitas fazem parte do projeto contemplado pelo ProAC – Programa de Ação Cultural do Governo do Estado de São Paulo e contaram com o apoio Prefeitura de Botucatu, por meio da Secretaria Municipal de Cultura.

Nos dias 4 e 5, a Cia Mungunzá apresentou a peça “Poema suspenso para uma cidade em queda”. Eleito um dos melhores espetáculos adultos de 2015 pelo jornal Folha de São Paulo e pelo site Catraca Livre, indicado aos prêmios de melhor ator, melhor cenário e melhor iluminação pelo site “Aplauso Brasil”, ele tratou de uma reflexão sobre o que fazer com o tempo que é dado a cada um durante a vida.

Já nos dias 5 e 6 foi a vez das crianças apreciarem “Era Uma Era", eleito como o melhor espetáculo infantil de 2015 pelo júri popular do jornal Estado de São Paulo e pelo jornal Folha de São Paulo. Com direção de Verônica Gentilin, a peça falou sobre o eterno desejo do homem de não ser efêmero, além de abordar temas como tecnologia e interação virtual.

“O grande público nas apresentações mostra que a população está se apropriando do espaço da Casa da Juventude cada vez mais além dos cursos de dança, música e outras atividades que já são realizadas no local”, relata Osni Ribeiro, secretário Municipal de Cultura.

(Ass. de Imprensa da Prefeitura)