Centro Cultural fará evento para comemorar a Revolução de 1932

 

revolucao de 1932O Centro Cultural de Botucatu realizará um evento em homenagem a Revolução Constitucionalista de 1932. Será neste sábado, 09 de julho, às 19h30, no Centro Cultural (CCB) de Botucatu. A festa contará com abertura de uma exposição sobre a Revolução de 1932 (fotos e peças).

Haverá também palestra com o professor Eduardo Delemônica sobre o tema. Também está previsto o lançamento do livro do mesmo autor sobre a Revolução.

Na oportunidade os presentes poderão assistir ao filme “A Guerra dos Paulistas”, com depoimentos de Hernâni Donato, grande autor botucatuense. A entrada é franca e após as atrações haverá um coquetel festivo.

Sobre a Revolução

A Revolução Constitucionalista de 1932, comemorada em 9 de julho, foi um movimento contra o primeiro governo de Getúlio Vargas (ocorrido entre 1930 e 1945).

Antes do golpe de Estado que colocou Vargas no poder, em 1930, o Brasil era regido pela “política do café com leite”, pela qual as oligarquias de São Paulo e Minas Gerais se revezavam na presidência do País.

Quando assumiu, o gaúcho Vargas nomeou interventores nos Estados. Os paulistas não aceitaram um interventor de fora de São Paulo e se rebelaram contra os novos rumos da política brasileira.

M.M.D.C.

O estopim da Revolução Constitucionalista foi a morte dos estudantes Mário Martins de Almeida, Euclides Miragaia, Dráusio Marcondes de Sousa e Antônio Camargo de Andrade, durante a tentativa de invasão da sede de um jornal favorável ao regime varguista, em 23 de maio de 1932.

A sigla M.M.D.C., que remete às iniciais dos nomes pelos quais os estudantes mortos eram conhecidos (Martins, Miragaia, Dráusio e Camargo), se transformaram no símbolo do movimento, como mostra o cartaz de convocação de voluntários para a Revolução Constitucionalista, do acervo do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro (IHGB).

Revolucao paulistaRevolucao paulista

Fonte: Aprende!